Empréstimo Consignado: Armadilha ou Prisão?

Desde a implantação do sistema de empréstimo mais barato do segmento de crédito, o empréstimo consignado a princípio foi desenvolvido para dar aos aposentados e pensionistas endividados ou com restrições no SCP ou SCPC e no SERASA taxas de juros baixas, e posteriormente foi extendido aos servidores do governo, funcionários públicos e trabalhadores vem se transformando em uma grande armadilha financeira, porque não dizer, uma verdadeira prisão econômica para muitos.
A taxa de juros baixa do empréstimo consignado seria uma forma de ajudar seus contratantes, mas em vez disso, se tornaram clientes penalizados por contraírem o empréstimo, primeiro porque o empréstimo consignado faz com que seu tomador comprometa quase 1/3 do seu salário ou benefício mensal com as parcelas devidas aos credores.

Além disso, a maior reclamação de milhares de aposentados e pensionistas principalmente do INSS, é o fato de se tornaram vítimas de golpes de parentes e familiares mais próximos que solicitam empréstimos consignados irregulares, sem autorização ou se falam que se comprometem a devolver o valor das parcelas descontados, mas não o fazem.

Nos noticiários é comum vermos casos de cidadãos que foram vítimas de estelionatários e falsários que, portando documentos falsificados e dados forjados, conseguem solicitar e sacar o dinheiro pedido através de empréstimo consignado em bancos e financeiras. Com essa manobra fora da lei, os beneficiários e trabalhadores vêem em seus benefícios e salários os descontos feitos pelos órgãos responsáveis pela consignação.

Todos sabemos que o Governo Federal e Órgãos Consignatários estão empenhados em aumentar a rigidez das regras de concessão do empréstimo consignado, e diversos mecanismos tentam proteger o sistema das fraudes, mesmo assim, ainda são necessários diversos ajustes para evitar que aposentados,  pensionistas, funcionários públicos e trabalhadores que continuem sendo vitimados por pessoas da própria família.

O pior da história fica por conta da impunidade,  os estelionatários e falsários envolvidos nessa trambicagem dificilmente são detidos, presos ou condenados pelos órgãos de segurança, o prejuízo dessa operação fraudulenta fica para o cidadão de bem que trabalhou toda vida, no caso, os aposentados e pensionistas.

Como dito, os órgãos públicos estão buscando um sistema de consignação de empréstimo eficaz para evitar as burlas que prejudicam os cidadãos, mas e as diversas organizações, associações e sindicatos etc., que prometem cuidar dos aposentados e pensionistas, será que cumprem o papel que dizem realizar, será que funcionam como verdadeiros auxiliadores. Não podemos deixar de lembrar que se fizessem realmente o se propõe, com certeza já teriam criado algum tipo de serviço de inteligência e de assistência para orientação específica ou até mesmo prestar uma assessoria nos casos que o aposentado ou pensionista precisasse em ações ou processos que envolvessem a Justiça.

Então, antes de procurar uma instiuição bancária ou financeira, emprestar seu nome para algum parentes ou familiar fazer o empréstimo consignado na sua folha ou fornecer seus dados para pessoas desconhecidas, pense nas consequências, outro detalhe, consumir toda sua margem consignável ou contrair empréstimos consignados a longo prazo é uma verdadeira armadilha que tornará prisioneira a sua vida financeira.

Comente Aqui!