Empréstimo para Financiar imóveis

Financiar ImóveisO empréstimo para financiar imóveis existe nas mais diversas opções de crédito para quem deseja adquirir uma casa para residência ou imóvel comercial.

Mas para conseguir encontrar condições diferenciadas e boas taxas de juros o ideal é se informar com antecedência sobre todas as condições deste tipo de empréstimo antes mesmo de tomar a decisão de qual casa vai escolher. Fazer um financiamento de longo prazo é uma atitude que vai influênciar o orçamento familiar ou individual por longos anos, e isso deve ser muito bem pensado.

Uma das primeiras atitudes a ser tomada é a escolha do imóvel. Será uma casa ou apartamento? Será um imóvel novo ou usado?. Independente da escolha, ela deve ser acertada pela família uma vez que para a instituição que irá financiar o imóvel, essa informação pouco importa.

Decidido que tipo de imóvel vai ser comprado, a segunda atitude é avaliar em qual banco deve ser feito o financiamento do bem. Essa etapa não é dificil, levando-se em conta os inúmeros bancos e instituições financeiras que disponibilizam essa “modalidade de empréstimo para financiar imóveis”, seja para casa própria ou imóvel comercial.

Para escolher o banco, características com a taxa de juros, o prazo do empréstimo, valor total financiado, valor de entrada, parcelas intermediárias, juros de mora encargos administrativos devem ser levados em conta, basta lembrar que as ofertas de financiamento e suas condições são diferentes em cada banco.

Atualmente a Caixa Econômica Federal é um dos maiores bancos na concessão de “financiamento de imóveis para moradia”, o Banco do Brasil também têm batido recordes na liberação de empréstimo imobiliário nesse último ano, mas não é só bancos públicos que detém esse mercado, bancos de grande porte como Bradesco, Itaú Unibanco, Santander Real, Banco HSBC, além de muitos outros financiadores do imóvel próprio oferece essa modalidade.

Ao procurar um banco para solicitar um “empréstimo para financiamento de imóvel”, tenha certeza que seu histórico de crédito esteja tudo certo e que não exista nenhuma restrição no seu nome nos órgão de proteção, caso contrário se o banco ao fazer a consulta SPC e Serasa e na análise de cadastro e crédito constatar qualquer irregularidade, o financiamento não será aprovado.

Em muitos casos o valor total financiado, a taxa de juro e o prazo vão ser definidos dependendo da análise de cadastro do interessado. Isso pode ser contornado quando o interessado no empréstimo para financiar imóveis possui conta bancária em algum banco que oferece para ele um “crédito imobiliário pré-aprovado” para esse fim, mas para isso o cliente bancário precisa ter um histórico intermediário e uma movimentação na conta com aplicações razoáveis para que o banco faça uma boa definição do poder de pagamento para aquisição de bens.

Para financiar um imóvel não necessariamente o interessado precisa estar trabalhando em um emprego formal com registro em carteira, normalmente as instituições bancárias concedem o “empréstimo financiado para imóveis” mesmo quando o proponente não tem emprego fixo em empresa privada ou órgão público. A alternativa é a apresentação do extrato de conta dos últimos 6 meses ou preferencialmente a declaração do imposto de renda.

Já o empréstimo imobiliário para quem trabalha efetivo com carteira registrada, além de apresentação do holerite para análise da renda mensal, algumas instituições exigem um período mínimo de registro em carteira para dar continuidade ao processo.

A documentação básica exigida na maioria dos bancos para a solicitação do financiamento de imóvel novo costuma ser o RG, CPF, Comprovante de renda, Imposto de renda ou Extrato bancário e Comprovante de residência. Na compra de imóvel usado, a instituição costuma solicitar o CPF dos proprietários do imóvel, Cópia do espelho do IPTU, Declaração de quitação do condomínio se o imóvel for apartamento e Registro do imóvel.

O prazo do empréstimo para financiamento de imóvel pode ser concedido até 30 anos. O valor financiado do imóvel usado em geral dependendo do banco pode variar entre 60% a 80% do valor total, já para imóveis novos não é dificil encontrar bancos que financiam 100% do valor do imóvel a ser comprado.

Ao contratar um empréstimo financiado de imóvel, procure dar o máximo possível de entrado para diminuir o saldo devedor do financiamento e ficar numa posição mais confortável com relação ao valor das parcelas, para não prejudicar o orçamento financeiro pessoal ou da família.

Só para relembrar, antes de qualquer coisa, faça simulações de financiamento de imóveis nos diversos bancos que têm sites na internet, faça comparações, analise, tire dúvidas relacionadas ao empréstimo e só então quando tiver certeza, vá até o banco escolhido pessoalmente.

[ad#468]

Comente Aqui!