Empréstimos para aposentados e Crédito pessoal inss

Emprestimo para Aposentado

O programa de empréstimo para aposentado e pensionista do INSS teve seu inicio em dezembro de 2003 por uma lei sancionada pelo governo federal. Desde então o crédito consignado ou empréstimo para aposentados e/ou pensionista do INSS seguem as regras especificas que autorizam o desconto em folha de pagamento dos beneficiários dos empréstimos solicitados em bancos, financeiras e promotoras, com taxas de juros baixas e encargos reduzidos, uma das regras importantes, é fato do beneficiário não precisar ser correntista de nenhum banco ou precisar abrir uma conta bancário para adquirir o empréstimo para aposentado.

Depois de uma fase de crescimento muito grande, no início do ano 2008 aconteceu a suspensão temporária das concessões de empréstimo para aposentados e pensionistas com desconto em folha de pagamento, essa suspensão aconteceu no dia 07 de janeiro, dai então foi publicada uma nova Instrução Normativa estabelecendo regras atualizadas para empréstimos para aposentados.

Essas mudanças modificou o cenário dos empréstimos consignado por causa das novas regras estabelecidas pelo INSS, para novas concessões de empréstimos, a principal medida foi no prazo de pagamento dos empréstimos e a redução do limite de endividamento em relação aos recebimentos dos beneficiários.

O limite de comprometimento com pagamentos de empréstimo consignados foi reduzido de 30% para 20%. Outro destaque foi à reserva de margem de 10% dos rendimentos dos aposentados para a opção de empréstimo consignado em cartão de crédito, com juros de até 3,7% ao mês, ou seja, os juros praticados no cartão eram mais alto que o praticado quando o aposentado adquiria o empréstimo, uma medida que mais prejudicou do que ajudou os aposentados.

Uma das principais mudanças foi o prazo de pagamento das prestações que antes era 36, passou para 60 meses. Os juros cobrados mensalmente do empréstimo consignado baixou para 2,64%, no máximo.

O ministro interino da Previdência Social, Carlos Eduardo Gabas, informou que as medidas mudaram para poder controlar o endividamento dos mais 20 milhões de aposentados e pensionistas do INSS, que têm direito ao empréstimo.

No geral essas regras travaram todos os aposentados de fazer novos empréstimos consignados, além da medida resultar em queda de receita para os milhares de correspondentes bancários em curto e médio prazo. Agora nesse mês de março de 2009, o INSS mudou as regras novamente e ficou estabelecido que a margem dos 30% volta a vigorar dando novo fôlego aos agentes de crédito e principalmente os aposentados e pensionistas beneficiários do INSS.

[ad#468]

50 Comentários

  1. Maria sydnea
  2. Maria sydnea
  3. Ana Lúcia
  4. cleuza ferreira
  5. jacilene arruda
  6. willian
  7. juliana
  8. ana paula
  9. cristiano silva
  10. Elizabete Ribeiro Gomes

Comente Aqui!