Concessão de Empréstimo Bancário

Empréstimo BancárioEmpréstimo Bancário, Crédito Pessoal, Financiamento, Empréstimo pessoal, Crédito ao Consumo, Empréstimos e mais Empréstimos”. Quem quer dinheiro emprestado encontra disponível uma fartura de opções. 

Hoje vemos uma oportunidade imensa de conseguir dinheiro emprestado através de agências bancárias, financeiras, empresas e associações de crédito que oferecem as mais variadas modalidades, soluções e condições para agradar todos os tipos de clientes.

O empréstimo Bancário é o mais comum entre todos os tipos de crédito, muitas pessoas confundem o empréstimo bancário com financiamento ou limite de crédito etc., então iremos analisar as diferenças comuns entre eles.

A concessão de empréstimo bancário é contrato de liberação de recursos financeiros feito entre uma instituição bancária e o seu cliente. O cliente tomador do empréstimo recebe o valor solicitado em dinheiro que posteriormente tem que ser reembolsado através de parcelas mensais com acréscimo de juros e outras taxas administrativas.

Na concessão do empréstimo bancário, os valores emprestados não tem uso obrigatório para determinado destino, pode ser gasto livremente. Diferente do financiamento, neste caso é formalizado um contrato de concessão de crédito entre uma instituição bancária ou financeira e o recurso liberado precisa ter destino certo, como em financiamento de imóvel novo, financiamento de veículos novos ou usados, financiamento para reforma e construção de imóvel, financiamento de compra de empreendimento ou ainda financiamento de bens de consumo em geral.

Além de pessoas físicas, o empréstimo bancário também pode ser solicitado por pessoas jurídicas para ampliação de empreendimentos, desenvolvimento de produtos, aquisição de maquinários ou para capital de giro etc. Os prazos são flexíveis, o cliente pode optar por curto prazo, médio prazo e em longo prazo em casos específicos.

Para definir o prazo do empréstimo bancário, o cliente precisa antes de tudo, definir qual a utilização do mesmo, somente assim é possível adequar o prazo as condições financeiras atuais e futuras. No empréstimo bancário de curto prazo, em geral é feito pelo período de até 12 meses, normalmente é utilizado para resolver problemas cotidianos e situações que precisam de solução rápida, como compra de materiais, informatização, compra de móveis, eletro e eletrônicos, pagamento de dívidas imediatas, entre outros.

Já o empréstimo bancário de médio prazo, são operações que envolvem um período acima de um ano, chegando até 36 meses, seu destino é variado, serve para a compra de automóveis, realização de ampliação com pequenas obras, para a aquisição de maquinários de produção ou execução industrial ou de algumas atividades comercial, além de reformas, investimentos etc.

Julgamos empréstimos bancários de longo prazo aqueles que são feitos com duração acima de 4 ou mais anos, são destinados à compra de veículos pesados, imóveis, realização de construção ou reformas de grandes dimensões, ampliação e infraestrutura de empresas, compra de terrenos para novas instalações, compra de equipamentos industriais mais caros etc.

No Brasil o empréstimo bancário é oferecido por inúmeras instituições bancárias privadas e autorizadas pelo governo federal, como é o caso do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal. A solicitação do pedido de empréstimo bancário nas instituições para pessoas físicas não é necessario apresentar nenhuma garantia de pagamento na maioria das concessões. Para empresas, dependendo do montante e do prazo de reembolso é exigido garantias extras de pagamento.

Na contração do empréstimo em bancos, a cobrança de juros, taxas, prazo e condições nas formas de pagamento e nos valores das parcelas podem variar dependendo da política de concessão de empréstimo de cada instituição.

Um detalhe importante na hora de solicitar um empréstimo bancário em alguma instituição do mercado é, analise a necessidade da obtenção, pesquise por taxas melhores e mais competitivas, atente para os prazos oferecidos e condições gerais como multa, mora e penalidades na quitação da dívida do empréstimo, escolha sempre a modalidade que for a mais viável.

Certifique-se que não há pegadinhas nas regras e cláusulas descritas no contrato de empréstimo.

[ad#468]

Comente Aqui!