Posso adquirir um Empréstimo? Quando usar?

Adquirir empréstimoAdquirir um empréstimo no Brasil está ficando cada vez mais recorrente. Todos os meses os índices demonstram que o brasileiro cada vez mais tem recorrido às modalidades de crédito para as mais variadas finalidades, seja para pagar dívidas, comprar um veículo, financiar um imóvel, viagens de férias entre outras.

Na televisão, rádios e jornais vemos promoções e propagandas agressivas e maciças de publicidade de bancos, financeiras e empresas de crédito tentando nos influenciar na contratação de um empréstimo ou financiamento. Nas ruas da cidade também vemos dezenas de panfleteiros de instituições financeiras oferecendo dinheiro fácil com seus planos de empréstimos quase sem burocracia e juros quase acessíveis.

Então fica a pergunta na nossa cabeça – quando posso adquirir um empréstimo e quando usar? Dicas e conselhos são bem vindos quando realmente nos ajuda a controlar ou minimizar questões do cotidiano, principalmente quando se trata de finanças pessoais.

Veja algumas das dicas para reduzir as despesas e não precisar contrair empréstimos ou financiamentos.

Uma boa solução para não ter que adquirir um empréstimo, seria renunciar de determinadas regalias da vida cotidiana. Quando uma pessoa ou família não consegue saldar suas dívidas de consumo ou com os pagamentos de outros créditos como o cartão de crédito e os cheques pré-datados em dia, como dito, renunciar a certas regalias da vida cotidiana pode trazer um alívio em curto e médio prazo.

Elementos como jantar fora toda semana, pizza todas as sextas-feiras, compras no shopping todo fim de semana, TV a cabo no melhor plano, horas no telefone sem necessidade, dois ou três celulares pós-pagos, aluguel de filmes na locadora, faxineira toda semana, lavanderia, gastos excessivos com gasolina, compras supérfluas no supermercado são apenas algumas das dezenas de itens que poderíamos abdicar para trazer aos nossos bolsos uma boa reserva de dinheiro.

Ficar por algum tempo sem esses pormenores que trazem status, satisfação pessoal, emocional e conforto, pode trazer saúde financeira e solução para pagamento de dívidas sem ter que apelar para um empréstimo pessoal.

Antes de adquirir um empréstimo, pense se realmente é necessário contraí-lo. É comum em condições de extrema pressão financeira, desespero por causa de dívidas ou problemas nas finanças, a pessoa acabar recorrendo a um empréstimo para pagar outros empréstimos ou pagamentos pendentes, nessas situações detalhes básicos como taxa de juros, prazos, multas etc., são deixadas de lado agravando ainda mais o cenário.

Outra situação comum que não se deve adquirir um empréstimo ou fazer um financiamento é – para o pagamento de eletroeletrônicos ou domésticos – para pagar despesas de férias – comprar um veículo ou motocicleta não é uma boa opção. A dica é economizar dinheiro por algum tempo para adquiri-los à vista antes de ter que financiá-los.

Então quando posso adquirir um empréstimo?

Quando todas as possibilidade de saldar as dívidas de outras formas mais baratas se esgotaram e ter que adquirir um empréstimo ou financiamento é o último recurso. Mesmo assim, ao contrair o empréstimo, não deixar de fazer uma boa pesquisa em diversos bancos e financeiras para conseguir condições especiais, taxas de juros mais baixas e prazos flexíveis.

[ad#468]

Comente Aqui!