Quero Fazer um Empréstimo Consignado

Fazer um empréstimo consignadoQuero fazer um empréstimo consignado, ai tudo bem, mas o que é necessário saber para solicitar a concessão do crédito e quais as regras da operação. Para facilitar o entendimento listamos algumas questões básicas sobre empréstimo que mais tem crescido em operação nos últimos tempos.

Desde 15 de maio de 2006 está proibida a cobrança da Taxa de Abertura de Crédito (TAC).

O valor das parcelas do empréstimo descontadas mensalmente não podem ultrapassar 30% do total da aposentadoria ou pensão recebida pelo beneficiário, incluindo o limite do cartão de crédito consignado fornecido por algumas instituições financeiras.

O prazo máximo para quitação do empréstimo consignado é de 60 meses. O beneficiário não está obrigado a obter empréstimo no banco em que recebe o pagamento do benefício ou pensão, pode optar pela instituição financeira que ofereça menor taxas de juros e melhores condições  para concessão.

A Instrução Normativa 121 (IN 121) estabelece que as instituições financeiras conveniadas com o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) para operar o empréstimo consignado para aposentados e pensionistas têm prazo de dois dias úteis para devolver ao titular do benefício os valores descontados indevidamente e em casos de fraude ou golpe de empréstimos.

O procurador ou titular do benefício deve procurar a instituição financeira para fazer uma reclamação formal caso perceba descontos de valores em seu benefício sem que houvesse a devida autorização. Se o problema não for resolvido, o beneficiário deve fazer uma reclamação ao INSS por meio eletrônico (ouvidoria@previdencia.gov.br) ou pelo PrevFone (135) e não resolvido a queixa pode ser formalizada no Banco Central.

São admitidos apenas contratos feitos junto à instituições financeiras no próprio estado do beneficiário ou por meio do cartão magnético e com uso da senha eletrônica (CADSENHA). As instituições financeiras são obrigadas a manter a documentação comprobatória do empréstimo por cinco anos e não é permitido conceder empréstimo por telefone ou internet sem contrato físico.

Para evitar fraudes e contratos fraudulentos a Previdência alerta que o aposentado deve se precaver, jamais ofereça o seu cartão ou a senha do banco ou a senha do detalhamento a terceiros e ao fazer empréstimos faça sempre pesquisas sobre as taxas, condições e vantagens oferecidas pelos bancos e financeiras.

O INSS também orienta aos aposentados e pensionistas que não passem dados pessoais caso alguém apareça em sua casa prometendo acelerar a liberação do empréstimo e pedindo, para isso, o cartão, a senha do banco ou outros documentos pessoais. A melhor forma de obter um empréstimo é procurar diretamente a instituição financeira de sua preferência e pessoalmente.

A Previdência Social ou INSS nunca entram em contato com segurado por telefone para solicitar informações pessoais ou atualizar cadastros e nem passa estas informações restritas às instituições bancárias e financeiras.

Reclamações ou denúncias podem ser feitas pelo
PrevFone – 135 – Disque Denúncia – 0800 7070477,
Acesse a página da Previdência – www.previdencia.gov.br,
Pelo correio eletrônico – ouvidoria@previdencia.gov.br ou na Central de Cartas – Caixa Postal 09714 – CEP 70.001-970 – Brasília/DF.

14 Comentários

  1. Rowena Silva
  2. luiz marques
  3. jurandir ferri
  4. cristiana rodrigue
  5. carlos
  6. softcred
  7. Léia rodrigues
  8. Promotora
  9. douglas mendonça
  10. lindomar silva serrao
  11. Gabriela
  12. Luis Carlos
  13. Jiltamar mercês da silva
  14. Renato

Comente Aqui!