Empréstimo para pagar Limite de Crédito do Cheque Especial

Pegar um empréstimo pessoal para pagar o limite do cheque especial. Parece ironia mais muitas pessoas já passaram por isso, entraram tão fundo no cheque especial que foi preciso pegar um empréstimo pessoal para fazer quitação da dívida crescente do limite de crédito.

Controlar o orçamento têm sido uma das tarefas mais complicadas para o homem contemporâneo. Se o cidadão tiver conta em banco, nome limpinho e movimenta seu dinheiro normalmente, é agraciado com um limite de crédito (cheque especial), que a princípio serviria para ajudar em sua necessidade financeira em um momento qualquer.

Empréstimo pessoal para pagar cheque especialPassar por dificuldades! As vezes isso acontece, os motivos podem ser inúmeros, desde um descontrole nas finanças, um imprevisto com o veículo que não tinha seguro, enfim, nessa hora é preciso fazer alguma coisa para sanar o problema o mais rápido possível.

Ai é que mora o perigo, esse momento vai gerar a necessidade de pegar dinheiro emprestado no banco, e o limite de crédito estará disponível 24 horas por dia, ou seja, dinheiro imediato a qualquer hora. A solução aqui é usar o cheque especial do banco.

O cheque especial é um limite de crédito que aprovado para que o cliente bancário possa utilizar quando bem entender, em alguns bancos o cliente tem até dez dias para utilizar sem juros, outros 15 dias, o prazo varia de banco para banco. Utilizando os dias permitidos, tudo bem, mas se passar um dia ou mais ou por algum motivo o limite for ultrapassado, ai o negócio degringola.

O grande problema não é utilizar o limite de crédito, por ter um custo muito alto, mas ultrapassar o período grátis ou o valor pré-determinado. Se uma das duas coisas acontecerem, começa para o cliente uma maratona de  TAXAS DE JUROS, JUROS DO SALDO DE UTILIZAÇÃO, JUROS DE PERÍODO EXCESSO, JUROS DE MORA POR ATRASO DO PERÍODO, MULTA MORATÓRIA ATRASO PERÍODO, TARIFA ADIANTAMENTO DEPOSITANTE, essa última é proibida, mas mesmo assim é cobrado do cliente bancário, vale dizer que em pouco tempo, o saldo vai resultar em valores impagáveis.

Se o utilizador do limite de crédito não tiver dinheiro o quanto antes para saldar o cheque especial, a utilização pode ser chamada de suicídio financeiro e acarretará um total descontrole na finanças e no orçamento individual ou da família.

O mais interessante quando for detectado o círculo dos juros sobre juros no limite de crédito do cheque especial, é buscar outras formas de conseguir dinheiro emprestado, pegar empréstimo pessoal, empréstimo consignado, solicitar uma linha de crédito ou algum tipo de crédito pessoal que ofereça juros menores.

Obs: Nesse caso é melhor pagar um empréstimo pessoal por um determinado tempo e quitar o saldo devedor do limite de crédito, o ideal é de 6 a 12 meses do que ficar pagando juros em cima de juros todos os dias.

Um Comentário

  1. antonio jorge da costa

Comente Aqui!