Endividamento com Empréstimos e Créditos

Refinanciamento Credicard de ImóvelCom as inúmeras modalidades de crédito e as facilidades oferecidas por financeiras e bancos aos consumidores, além do consumo exagerado de todo tipo de produto e serviços, o endividamento com empréstimos e créditos do cidadão é praticamente inevitável.

O uso do “cartão de crédito, limite de crédito, empréstimo pessoal e o crédito consignado, entre outros” têm consumido a renda de milhares e milhares de pessoas.

Um dos grandes problemas causados pelo crédito fácil concedido a população é canalizar o dinheiro para as instituições bancárias, fazendo o dinheiro deixar de circular.

Você têm conta bancária, então com certeza já observou como está fácil pegar empréstimo ou solicitar crédito via internet banking, se for no caixa eletrônico fazer um saque de dinheiro, voalá, antes de qualquer operação ser realizada, aparece na tela da máquina um splash progamado oferecendo empréstimos pré-aprovado ou instantâneo.

Mas voltando a falar de endividamento com empréstimos e créditos, em algumas regiões esse drama nas famílias já se tornou um problema social, a porcentagem dos endividados com dívidas relacionados ao atraso de contas passam dos 51%, um índice muito alto e já causa preucupação, por lei o endividamento do cidadão não pode passar de 30%, claro que isso não ocorre, o comprometimento da renda das famílias com dívidas ultrapassa os 42%. Mas o que tenho haver com isso? As repercussões são negativas para todos, se o dinheiro deixa de circular, pode trazer um clima de instabilidade e insegurança para a economia do pais.

O mais alarmante é conclusão da enquete feita pelo site www.emprestimoconsignado.com.br, nela 62% dos aposentados e pensionistas privados e do INSS, que possuem “crédito consignado” feito em algum banco ou financeira, utilizaram o dinheiro recebido para pagar dívidas contraídas anteriormente. Uma pequena parte, em torno de 27% contraiu “crédito para construir ou reformar a casa” e 7%, utilizaram os recursos para comprar remédios ou algo relacionado a saúde, somente 4% usaram para fins diversos.

Nesse enquete fica fácil entender pelas porcetagens reveladoras, que a maior parte dos cidadãos que contrairam novos empréstimos ou crédito consignado, o fizeram exclusivamente para saldar dívidas antigas que por algum motivo não conseguiram efetuar os pagamentos em dia.

[ad#468]

Comente Aqui!