Financiamento mais Barato

Financiamento barato de carrosFazer um Financiamento mais barato é vantagem na compra do 0 km? A compra de carros em 2010 não para de crescer, até agora já acumularam índices jamais vistos.

Os veículos novos estão enchendo as ruas de todas as regiões do país. Somente no primeiro semestre de 2010 já foram vendidas mais de 460 mil veículos somente no Estado de São Paulo, volume 5% maior que o registrado nos primeiros seis meses do ano anterior.

A pergunta que fica martelando é! Vale à pena comprar um carro novo ao invés de um carro usado? Para muitos especialistas, a compra de um carro popular novo, é sem dúvida a mais vantajosa quando se fala em compra de um zero quilômetro, considerando que a taxa de juros no financiamento do veículo são menores do que a dos seminovos.

Mas não podemos esquecer que na compra de carros novos o comprador terá que arcar com custos como, licenciamento e IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) que são bem mais caros que os usados e, sem contar o seguro, também mais caro, além disso, a taxas de frete, pintura e emplacamento. Outro detalhe importante, não importa que carro vai ser comprado, em geral os novos tem uma desvalorização de mercado em torno de 20% ao ano.

Na hora de comprar um carro o brasileiro tem um raciocínio bem diferenciado em relação aos Americanos e principalmente aos Europeus, para nós pouco importa os custos, se preocupar com a desvalorização do veículo e o valor do seguro são secundários, IPVA e licenciamento nem ronda a cabeça da maioria dos compradores. O que importa é conseguir fazer um financiamento mais barato que dê para pagar e que não afete muito o orçamento.

Por outro lado, a pessoa que deseja comprar um carro seminovo financiado, precisa ficar mais atendo ainda, é necessario verificar quais as condições mecânicas, hidráulicas e lataria do carro, é considerado um carro usado, veículos que já atingiram ou tem mais de 40 mil quilômetros rodados.

Observar detalhes como a passagem pela inspeção veicular aos 30 mil, freio e suspensão evitará custos extras tão cedo. Mesmo para caros usados tambem é importante que o consumidor compare junto à tabela do carro da FIPE (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), para se informar sobre os preços atuais do modelo e da desvalorização que o veículo sofre a cada ano.

As opiniões divergem muito quanto a custos, benefícios e vantagens, a quem diga que adquirir um carro usado só é mais vantajoso quando o veículo não se tornou velho, ou seja, comprar carros com um, dois ou até três anos de uso no máximo, passou disso, o comprador vai segurar as buchas das manutenções caras e da desvalorização que se somadas ao preço do carro valerá mais a pena comprar um carro novo.

Com o financiamento barato para os carros novos e a falsa impressão de menor custo dos usados, o conselho é o consumidor pegar papel e lápis e, fazer as contas para não jogar dinheiro fora fazendo um mal negócio.

[ad#468]

Um Comentário

  1. Renata

Comente Aqui!