Empréstimo Consignado, Empréstimo, Crédito Pessoal e Financiamento

Dívidas em caso de morte, podem ser herdadas pelos filhos?

divida Dívidas em caso de morte, podem ser herdadas pelos filhos?De modo geral toda dívida deve ser paga, isso é um consenso. No caso de haver a morte da pessoa, após o acontecido será preciso o responsável direto ou indireto fazer um inventário dos bens do falecido, e as dívidas por ele contraídas deverão ser abatidas do total de bens apurado.


Uma das maiores dúvidas é se as dívidas podem ser herdadas pelos filhos da pessoa. A resposta é, não pode. Assim sendo, se o falecido não tinha bens suficientes para saldar todas suas dívidas, elas não serão repassadas para seus herdeiros de qualquer grau, portanto os credores não serão ressarcidos com o pagamento. Os pagamentos de seguro de vida ou de pensão alimentícia não fazem parte desses cálculos.

No entanto existem casos em que a dívida do falecido estava alienada a algum bem. Num consórcio de Imóvel, carro ou outro bem de valor, durante o pagamento das parcelas, esses exemplos que demos ficam vinculados à financiadora, isso significa que, no caso do não pagamento da dívida do financiamento, o bem adquirido será devolvido à propriedade da financiadora.

Nos dias atuais já pensando nisso, algumas seguradoras possuem seguros específicos para o sinistro de morte ou invalidez, chamado de Seguro prestamista e muitos bancos, financeiras, construtoras e empresas em geral que vendem bens duráveis tem vinculados esses seguros a compra, justamente para assegurar o recebimento do saldo restante e aliviar a família de ter que passar por constrangimentos desnecessários.

O que é Seguro Prestamista?

O Seguro Prestamista tem como objetivo o pagamento de prestações de bens adquiridos pelo segurado, em caso de morte e invalidez. Assim, a família não precisa devolver o bem para a loja e também não fica com a incumbência de ter que quitá-lo. Neste tipo de seguro ainda pode solicitar cobertura para pagamento em caso de perda de renda temporária por acidente ou doença e perda de renda por desemprego.

Este seguro configura-se como uma proteção financeira para empresas que vendem a crédito, financiamentos, empréstimos etc..




 


155 Comentários para:
“Dívidas em caso de morte, podem ser herdadas pelos filhos?”

  1. Celina disse:

    Bom dia. Tenho 80 anos e tenho um emprestimo consignado pelo banco do brasil pois recebo a pensão que meu marido deixou, ele era funcionário pulblico como ainda faltam 24 prestações se Deus me libre e guarde eu vier a falecer então meus filhos que estão todos desempregados não serão obrigados a assumir a minha dívida com o banco, estou certa né? Póis não tenho nenhum bens para quitar a dívida, só mesmo a minha pensão. To rezando que passe logos estes 24 meses.
    Vocês me desculpa se o meu comentário virou uma pergunta.
    Se vocês puder me responder agradeço, mas se não responder eu entendo e agradeço também.

  2. Junior disse:

    Dívidas em caso de morte.
    Bom dia Dona Celina. Primeiramente, pare com esse negócio de pensar em morrer, viu! No caso da senhora, no ato da contratação do empréstimo, provavelmente, o banco deve ter feito um seguro tambem. Procure se informar na agencia onde a senhora fez.
    Eu digo isso porque infelizmente minha mãezinha faleceu mes passado e deixou algumas dividas. Corri atras e descobri que praticamente todas tinham seguro. Agora tem toda aquela burocracia mas eles me garantem que os seguros vão cobrir.
    Mesmo que o emprestimo da senhora nao tiver fique tranquila que o banco nao vai poder ficar cobrando seus filhos.
    Quando vi o comentário da senhora, e essa preocupação com seus filhos, não resisti em lembrar da minha mãe, ela tambem era ssim.
    Mas, repetindo, fique tranquila. não fique pensando nisso, a senhora já deve ter tido muitas preocupações, agora é hora de de parar e aproveitar a vida.
    Abraço.

  3. paulo artur disse:

    boa noite ,minha dúvida é a seguinte ,meu pai era aposentado por invalidez e veio a falecer no mês passado ,qdo minha mãe foi a agência da CEF que recebia a pensão dele pra informar do seu falecimento e encaminhar os trâmites referentes a sua própria pensão ,foi informada que os empréstimos consignados que estavam vigendo feitos por meu pai deveriam ser assumidos por ela da seguinte forma ,teria que efetuar um empréstimo novo para quitar os que estão no nome do meu pai e assim passar a pagar um no seu p´roprio nome,já que disseram pra ela que como a aposentadoria do meu pai era por invalidez não teria direito a seguro para quitar estes empréstimos ,esta correta a forma que o banco esta tratando a situação ,não queremos deixar de quitar as dívidas se elas ,de fato nos pertencerem ,porém tbém não entendo como sendo direito esta forma de solucionar o caso ,inclusive o banco se negou a aceitar a cópia do óbito e pediu pra que minha mãe retornasse daqui a uns dias pra resolverem a situação ,esta correto isso???????? aguardo sua resposta aqui ou no meu e-mail ….

    att.

    paulo artur antunes

  4. fernanda disse:

    olá…
    gostaria de tirar uma dúvida se possível…
    o meu avô tem 86 anos e tem um empréstimo no banco (ainda está nas primeiras parcelas de um total de 36). em caso de falecimento, o único bem que ele possui que é uma casa deverá ser vendida para quitá-lo mesmo o valor do empréstimo sendo bem inferior ao valor da casa? além de que há filhos (maiores de idade) sem casa própria. obrigada

  5. wagner disse:

    Boa tarde, estou desesperado, gostaria de informações urgentes, meu pai faleceu e me deixou um carro que ele financiou no Santander em 36x pagou 18 e falta o restante, gostaria de saber se tem algum seguro que cobre isso no caso de falecimento ja que ele não tinha feito nenhum seguro que eu saiba ouvi falar que as financiadoras tem um seguro chamado Seguro prestamista será que o Santander tem esse seguro que eu possa acionar?

  6. tatiane disse:

    olá boa tarde!!!!
    meu pai faleceu em 2006 e tinha um financiamento na caixa da casa dele. gostaria de saber se os filhos tem direito do seguro q a caixa paga após o falecimento? ou só a esposa dele q teria direito desse seguro??
    obrigado!!!!
    aguardo resposta.

  7. willian disse:

    eu tenho uma pergunta e preciso de ajuda, olha meu pai era policial e deixo um seguro de vida e ele veio a falecer e deixo uma esposa e mais três filhos contando comingo e ele me falo que devido eu ser o mais velho o seguro ta no meu nome e no nome da mãe dele por que quando ele fes esse seguro ele ainda não era casaddo e eu era o unico erdeiro, infelizmente ele veio a óbbito e a seguradora mando os documentos do seguro mais como eu não morava com ele mando os documentos para a mulher dos outros dois filhos e ela não me aviso nada sobre esses documentos e ficor sempre entrando em contato com a seguradora e correndo attras de papeis sem ter mim informado nada nesses dias ele me falou sobre os papeis mas quando eu enttrei em contato com a seguradora ela disser que no tinha o nome da mãe dele lá e o meu não tava lá mais, minha duvida é ser ela pode ter feito algo durante esse tempo que estiver comm os documentos para incluir o nomme de todos os filhos inclusivo o nome dela!!! ficarei muito agradecido ser o cenho puder me responder.
    Desde já Obrigada!!!!!

  8. Wanderlei leite disse:

    Meu pai faleceu há 10 dias, e tem um emprestimo consignado na caixa economica. Este emprestimo deverá ser quitado (?) ou a caixa tem um seguro para isto?
    Por gentileza envie a resposta para o meu email

  9. Cristina disse:

    Minha mae faleceu, e tinha um emprestimo com o unibando que era consignado a sua aposentadoria por idade (soube q a mesma não é passada a meu pai), sei tambem q ela se recusou a fazer o seguro prestamista junto ao banco … quero saber como é que fica as parcelas faltantes, teremos a obrigação de liquida-las? Por favor se possivel envie resposta ao meu e-mail. Grata.

  10. Rosangela disse:

    Bom dia.Estou desesperada.Minha mae faleceu e era pensionista de militar falecido(pai dela).Ela tinha em seu contra cheque,emprestimos consignados,dos bancos BMG e PanAmericano.Minha mae nao deixou bens,somente uma poupança da caixa economica, onde eu tb fiz depositos.Eu tinha um cartão que foi bloquiado.Segundo a caixa,a marinha mandou bloquiar a conta e eu como unica herdeira,teria que obter um alvara,para movimentar essa conta.Minha preocupação é a seguinte:Esses emprestimos,serao descontados dessa poupança?Minha mae tinha entre 73 e 74 anos qdo fez estes emprestimos.É comum,pela idade dela,essas financeiras concederem esses emprestimos com o seguro prestamista?
    Minha preocupação,é por conta de a quantia em poupança nao ser muita e ainda por cima,estar depositado,meu dinheiro,fruto de trabalho pesado,embora em nao possa provar q tb tem dinheiro meu,pois a poupança esta no nome da minha mae,embora tenha sido aberta por mim,com uma procuração dada por ela.Tenho 55 anos e nessa poupança,esta praticamente o meu futuro.Vou ter que pagar esses emprestimos?Ja tenho um advogado,q esta entrando com o pedido de um alvara,mas, me preocupo,em ter que pagar os emprestimos,pois nao tenho forças e nem saude,pra trabalhar e conseguir juntar algum dinheiro pro restinho de vida que ainda tenho.Desde ja,muito obrigada,

  11. rejane martinelli bilhalva disse:

    minha mãe faleceu a tres meses,e deixou algumas contas pententes,em lojas,sou filha gostaria de saber se as lojas podem retirar o que foi comprado,e o que devo fazer neste caso

  12. carmen wille disse:

    O artigo 16 da Lei 1.046, de 1950 coloca que: no caso de falecimento do consignante (o tomador do empréstimo) a dívida será EXTINTA. O artigo 16 desta lei não se encontra revogado, isto é, continua valendo. Donde que os débitos dos créditos consignados, no caso de falecimento do servidor público federal- ou aposentado ou pensionista do serviço público federal – (ou de outros estabelecidos na mesma Lei), não passam para os herdeiros pois foram EXTINTAS. Procurar a lei em http://www.planalto.gov.br, clicar em legislação, clicar em leis ordinárias, clicar em anteriores a 1960, etc, para encontrar o texto. Os créditos consignados em folha de pagamento de servidores públicos federais em princípio são aqueles que o Banco do Brasil coloca à disposição de seus correntistas que recebem pelo SIAPE. Existe um convênio entre o Banco do Brasil e o Ministério do Planejamento assinado em princípios de 2003 – convênio nº 01/2003- que regula isto, e se refere à obrigatoriedade do BB de contratar seguro; tal convênio teria validade de sessenta meses e deve ter sido prorrogado. Mas qualquer coisa que diga esse ou outro convênio posterior que, por acaso, contrarie a Lei 1.046/1950 não vale, o que vale é o que diz a lei. O BB, através de seus gerentes, vai dizer que não existe seguro, que os herdeiros tem que pagar, etc: mas, mesmo que não tenham feito seguro, azar do banco pois a lei coloca que esses débitos são EXTINTOS (isto é, desaparecem, somem). Os herdeiros não podem ser responsáveis por uma dívida que foi extinta, que sumiu, que desapareceu…

  13. Patricia Allgayer Ferreira disse:

    Minha mãe teve um derrame cerebral e estou preocupada, pois caso ela venha a falecer, a mesma possui empréstimo consignados em folha de pagamento (ela é pensionista de ex-procurador) pelo banco SANTANDER, e possui empréstimos no Banco do Brasil. A mesma possui apenas 01 (um) bem em seu nome, que é o apartamento onde ela mora com minha irmã. Pergunto? Os bancos podem tomar este apartamento? O apartamento não cobre o total de seus empréstimos. Outra coisa: Com relação a seus cartões de crédito, como fica a situação do pagamento? Os filhos é que terão que arcar com esta dívida. Aguardo retorno.

  14. Martatinha disse:

    Uma pessoa com 88 anos, não saudável, sem bens, com filhos desempregados tem somente em seu nome como único titular: saldo devedor cheque especial valor abaixo de R$5.000,00, cartão de crédito valor abaixo R$5.000,00, mas recebe aposentadoria e pensão suficiente para quitar todas as dívidas agora através de um EMPRÉSTIMO CONSIGNADO EM FOLHA PARCELADO. Como os herdeiros nunca terão como quitar nenhuma dessas dívidas mas não querendo que o nome do devedor fique “sujo” , pergunto: caso ocorra o falecimento qual desses empréstimos é preferível que o devedor tenha para que os herdeiros não precisem pagar a dívida e nem deixar “sujar” o nome do devedor? Qual desses empréstimos ficará totalmente quitado com a morte, sem passar pros herdeiros mas sem gerar execução?

  15. Natalia souza disse:

    Meu nome é natalia, trabalho com emprestimos consignados! enteressados ligar para (editado adm) falar com natalia. Obrigada!

  16. Valdete disse:

    Fui casada em comunhão parcial de bens, era o segundo casamento do meu marido, sendo que eu e meu esposo, viviamos de sua aposentadoria, ele havia pego um empréstimo consignado, agora sou obrigada a assumir esses empréstimos? qual o procedimento? aonde devo me dirigir? no banco onde ele pegou o empréstimo ou devo ir direto ao INSS? Por favor me instrua.

  17. nill disse:

    meu irmão comprou alguns eletro domesticos so que veio a falecer e a loja ainda continua mandando cartas oque devo fazer obrigado,,

  18. Alexandre Rosenweiss disse:

    Prezado,

    Gostaria de aproveitar seu conhecimento sobre essa questão jurídica, tenho um amigo, pessoa muito ansiosa que infelizmente toma decisões sem refletir a respeito delas. Esse meu amigo, possuí dívidas junto ao Banco de Brasil e com a Operadora de Cartão de Crédito: são dívidas como empréstimo consignado e similares; inclusive a dívida do cartão, foi repassada a uma empresa de cobrança que o já notificou judicialmente. Esse amigo, anda pensando em fazer besteira: comentou comigo a respeito de suicídio e disse que com sua morte, essas dívidas estarão exitintas. Ele não possui filhos e seu único bem é um automóvel. Seria verdade que com sua morte, em caso de suicídio, essas dívidas estarão mesmo extintas ou elas irão ser cobradas dos pais dele, já que o mesmo não possui filhos e não é casado. Agradeço antecipadamente sobre qualquer esclarecimento sob o assunto.

    Alexandre

  19. kel disse:

    Oi , Bem, meu pai tem uma grande dívida na empresa dele , e tenho medo de receber esta enorme dívida como herança !!! Gostaria de saber se esta dívida virá para mim como herança, caso ele venha a falecer ???

    Kel

  20. Vania Abellaneda disse:

    Minha mae era pensionista do Exercito Barsileiro, quando ela faleceu, demorou uns 3 meses para ser acionado o obito dela na SID-1 do Rio de Janeiro, então eles depositaram, só que minha tia sacou esse dinheiro, agora a familia tera que pagar desde quando minha mae era viva, eu acredito que desde quando minha tia pegou e não quando ela era viva, assim com 3 meses que titia pegou dá um valor R$ 1.000 reais( mil reais) contando antes da morte da um valor de 12.000 mil( doze mil reais) isso é justo? Acredito que não?

    Obriagdo!

  21. tania disse:

    meu marido comprou um carro finaciado em 36x e agora veio a falecer.
    eu nao tenho como pagar sou obrigada a devover o carro ou o banco quita a divida favor envia resposta pro imail

  22. cristiano de jesus freire disse:

    minha mãe tinha um financiamento em seu nome,mais veio a falecer;tem que pagar ou a divida pode ser quitada,pelo banco ou pela justiça.resp:por email.por favor.

  23. Sandra disse:

    Boa tarde!
    Gostaria de esclarecer uma duvida?
    Meu pai tinha um emprestimo consignado,ele faleceu e sua companheira passou a receber a pensão ,ela tem que continuar pagando ou a divida é quitada?
    aguardo resposta

  24. MARCIA ELVIRA disse:

    Preciso de um esclarecimento … meu pai assinou um contrato de empréstimo consignado em outubro/2009 e faleceu em novembro/2009 … tinha 67 anos e por esse motivo não tinha direito ao seguro prestamista … foi descontada somente uma parcela no benefício de novembro. Quando minha mãe passou a ser pensionista, mudou o número de benefício; banco e a parcela não foi mais descontada.

    Minha mãe foi informada pelo INSS que a dívida não existiria mais; recebemos uma ligação da central da CAIXA ECONÔMICA FED. que pediu para desconsiderar a ligação de cobrança e pediu para levar o atestado de óbito na agência da CAIXA para dar baixa … porém, estamos recebendo comunicados de cobrança da CAIXA. Ainda não fomos levar o atestado de óbito. Meu pai não tinha avalista e foi somente ele quem assinou o contrato inteiro.

    Por gentileza, preciso saber se quando minha for ao banco, tem que assumir a dívida? O que acontece se não for paga?
    OBS.:Não nos negamos a pagar se a cobrança realmente for justa.
    Grata.

  25. Moacyr Junior disse:

    A minha mãe era pensionista ministério dos transporte e tinha emprestimos consignados em folha e débito em conta corrente no banco do brasil(contratos: crédito consignação e crédito salário) e dívidas com cartões de créditos, vindo a falecer em 22/02/10, nós os filhos gostariamos de saber se estas dívidas contraidas por ela são quitadas. Eu moro no único imovel que ela deixou e estava dando entrada no inventário do meu falecido pai, será que existe alguma lei que obrigue os filhos a pagarem estas dívidas? Obrigado pela atenção.

  26. Danilo Ribeiro disse:

    Preciso de uma orientação, minha mãe faleceu e recebia pensão do meu pai também falecido, o meu irmão menor que tem 16 anos ficou como novo titular desse beneficio do INSS, minha mãe havia feito um emprestimo com o banco Cacique que é descontado em folha, esse benefico continuará sendo o mesmo somente houve a alteração do titular, eu gostaria de saber se o banco pode continuar descontando as parcelas desse beneficio.

  27. Eliana Calixto disse:

    Dívidas em caso de morte,

    Boa Noite! Minha mãe á aposentada do Min. da Saúde e pensionista do Min. da Fazenda. Ela tem um empréstimo consignado em folha no valor de 80.000,00, pagáveis em 60 prestações. Já pagou 10. Temos um apartamento e sou filha única e única herdeira. A gerente diz que não pôde fazer seguro devido à idade da minha mãe. Mas então, por que emprestaram dinheiro a ela? Se ela vier a falecer, terei de entregar o meu apartamento (espólio) para pagar esse empréstimo? Caberia uma ação agora, contra o Banco do Brasil, obrigando-o a fazer um seguro para garantir o saldo devedor? Será que o seguro existe e o Banco mente que não existe? Teria o banco algum interesse em ocultar a existência desse seguro? O que devo fazer pra me defender desses lobos? Por gentileza, me responda por e-mail também. Muito grata!
    Eliana Calixto.

  28. francisco de jesus disse:

    Sou filho de uma ex aposentada que fez um emprestimo com vocés, já falecida a 1 ano 5 meses. Gostaria de uma resposta de saber como vai ficar essa sittuação, favor entrar em contato no meu email.

  29. evori disse:

    minha esposa faleceu e o carro estava finaciando no nome dela tem 48 prestacoes devo continuar a pagar ou adivida acaba , nao tinha protecao financeira no contrato e existe outro tipo de seguro embutido no finaciamento. caso eu tenha que pagar ate o final como fica a tranferencia se eu quizer vender pois precisa da asinatura para tranferir
    grato pela atençao .

  30. Adriane disse:

    Bom dia, por favor me esclareçam pois ainda continuo com uma duvida, li a respeito de quitação ou não em caso de financiamento, mas quando o caso é compra numa loja? por exemplo: Minha mãe comprou moveis em uma loja fez seguro mas esse seguro findou antes do falecimento dela, ela faleceu tem um ano e meio e a loja ainda cobra a divida, eu ou meu pai somos obrigados a pagar? por favor me esclareça! desde já agradeço.

  31. Eliane Ramalho disse:

    O meu sogro estava sendo processado a pagar uma divida para um senhor seu avalista no Banco Bradesco, em 2005 ele veio a falecer, e não deixou nenhum bem, hoje a conta do meu esposo seu filho foi bloqueada, isso é correto o unico dinheiro que tem nesta conta é o recebimento de seu salario 685,00 pôr mês,

  32. Gustavo disse:

    Boa noite
    minha sogra faleceu e deixou uma divida de cartao de credito

    eu preciso pagar esta divida por ser casado com sua filha ???

  33. Aldo Jr disse:

    Ah, como tem gente boazinha, por aqui !!! Caros amigos, bancos e financeiras são elementos que só exploram o povo brasileiro, toda dívida com eles já foi paga por nós, pela exploração que cometem contra o povo desde muito tempo atrás. Parem de ser bonzinhos com bancos e financeiras, que só nos exploram, e entrem sistematicamente na justiça contra eles.

    Contestem todas as “dívidas” que eles alegam, entrem com processo de reajuste de cláusulas contratuiais, que deverá ser periciado minuciosamente, durante anos, e enquanto isso as dívidas serão suspensas, se pedirem tutela antecipada.

    Dívidas só deveriam ser pagas se os juros não fossem absurdos, e no brsil eles são. Portanto, jamais paguem qualquer dívida a bancos e financeiras, contestem todas na justiça, e se perderem então pensem em pagar. Ou fiquem sem crédito por 5 anos. Não é nenhum fim de mundo.

  34. Gloria disse:

    Gostaria de saber se meus pais vivos com 83 e 87 anos respectivamente podem bloquear acesso ao saldo das aplicações financeiras à uma das filhas e permitir que apenas a outra admnistre tudo sem se reportar à irmã,porque eles protegem essa filha.Quais os direitos da outra por lei?

  35. Marcia disse:

    Gostaria de um esclarecimento, meu pai era aposentado por invalidez e fez um emprestimo consignado em 2008, mas ele faleceu esse mes. Minha duvida é se esse emprestimo continuará a ser descontado na pensão da minha mãe? Favor me responder por email.

  36. sueli disse:

    olá., meu marido tem pendencias com firma que ele abriu em 2004 pequena transportadora não foi bem teve um enfarto e contraiu várias dividas não somos casados no papel temos 3 filhos e faz 25 anos e união estavel gostaria de saber se as dividas dele no caso de vir a falecer passaria para os herdeiros de tudo que tinhamos sobrou 25% de aço~es de uma empresa e uma casa obrigado.

  37. Lucas disse:

    Olá tenho algumas dúvidas. Meu sogro faleceu em um acidente de carro e o carro deu perda total. Este carro era financiado. Queria saber o que fazer agora. E também ele tinha GVT, encerramos o contrato, mas o que ficou em débito deve ser pago? Gostaria de saber quais as contas devem ser pagas relativas a um apartamento que ele deixou. Aguardo resposta, obrigado.

  38. José Mario disse:

    Minha mãe faleceu ha 2 anos, o inventario de partilha ja foi feito e efetivado e agora estão cobrando dela, contas de cartões da CEF, visa e mastercard, atraves de uma empresa de cobraçs, nem sei o que foi gasto, pois nos ja somos casadas e minha mãe era sozinha. as cartas de cobrançla chegam no endereço dela em nome dela, somos 3 irmãs temos que assumir a divida. existe alguma lei que diz que não precisamos pagar? qual a Lei, e o que devemos responder a empresa de cobrança e a CEF.? Agradeço a costumeira atenção. Andréia Borges, Mario Borges

  39. Josenilson Alves disse:

    Meu pais faleceram e deixaram as dívidas abaixo:
    a) na farmácia;
    b) cartão de crédito;
    c) supermercado.
    Essas dívidas são extintas ou os filhos terão que assumir? Qual o fundamento legal?
    Sds, Josenilson

  40. Milena disse:

    Olá
    Minha vó tinha 79 anos, era pensionista do meu avô,ele ainda tá vivo,ela faleceu esses dias e tinha alguns emprestimos no Banco do Brasil,feitos pelo caixa eletronico,foi liberado pela margem de crédito dela…
    Sei que o dinheiro que ela recebia voltará para conta do meu avô,e as parcelas não pagas também vão pra sua conta? já que era uma conta independente da outra…
    Aguardo resposta
    Obrigada

  41. Heber disse:

    Minha mãe faleceu e tinha um carro no nome dela que só foi paga uma prestação. Entrei em contato com a financeira para fazer a devolução amigável do carro, pois não tenho condições de paga-lo. Mas fui informado que ao devolver o carro vai pra leilão e o valor arrecado será descontado no valor da dívida e o restante os herdeiros terão que pagar, ou seja as dividas irão passar para eu e meu irmão? Isso é certo, eles podem fazer realmente isso por lei? No contrato da financeira não tem seguro nenhum. Minha mãe não deixou nenhum bem, somente as dívidas. Ela possui tb emprestimo com a caixa econômica federal que tb quer cobrar de nós os filhos, está correto? E as outra dividas dela, como cartões de crédito, carnê de lojas, eles quitam, mesmo sem seguro? Os tb “irão passar” para os filhos?
    Aguardo resposta o quanto antes. Grato.

  42. Neide disse:

    Bom dia! por favor, esclareça-me, meu irmão tinha empréstimo consignado (inss) com a CEF, e veio a felecer, preciso saber se minha cunhada deve quitar esse empréstimo na condição de pensionista, pois ele não tinha bem algum, ficou apenas a dívida, o que ela deve fazer?

  43. Cris. disse:

    Boa Noite,
    Meu marido faleceu tem 3 meses…morei com ele 20 anos ,tem 2 filhos menores e nao sou casada…Dei entrada na penssão ,graças a Deus estou recebendo. Ele comprou um imovel financiado pela caixa …gostaria de saber se é quitado…tinha dividas no cartao e comprar de moveis p o apartamento…ele financiou em 10 vezes e pagou mais que a metade e com a morte nao tenho como pagar pois dependia dele totalmente .
    ele deixou esse unico imovel e 2 carros velhos.essa divida quitar???por favor me responda???a amoyre vem me ligando direto falando que eu tenho que arcar com a divida.Obrigada .

  44. orlei de jesus disse:

    Ola tudo bem ? Gostaria que me esclarece uma duvida. Meu pai tem um financiamento pelo Banco Finasa de um carro, ele veio a falecer tem exatos 30 dias, gostaria de saber c com a morte dele o banco quita o carro ? ( obs. o carro tem 3 parcelas atrasadas e esta batido). Por favor me envie uma resposta pois preciso desta imformaçao. Desde ja agradeço.

  45. mariza pardal disse:

    Boa noite.
    Meu pai faleceu tem 2 meses. Ele tinha um “emprestimo cosignado na nossa caixa nosso banco” hoje banco do brasil. Aprimeira informação que tive foi que a divida estava quitada com a morte, mais tarde o gerente me procurou dizendo que os filhos tem que arcar com essa divida. Mas para isso teremos que ir até o BB e assinar um documento que autorize o desconto da pensão da minha mãe. Não deixou bens. Não há inventario. Por favor me responda , esse procedimento do BB está correto
    Aguardo resposta. Grata.

  46. maria nilce disse:

    Minha mãe faleceu no dia 31 de maio deste ano. Em junho do ano passado ela adquiriu um emprestimo no valor de 7 mil reais na caixa economica. era descontado 200 reaisde seu pagamento.ela era professora aposentada.não possuia bens, não há inventario.nos informaram que a divida estava quitada com sua morte. mas a caixa me ligou cobrando a divida.estou apavorada pois não tenho condições de pagar. por favor preciso de esclarecimentos com urgencia. meu pai passou a receber a pensão .por gentileza me responda se é correto esta cobrança da caixa.desde já agradeço. atenciosamente.maria nilce…

  47. pedro fidelis disse:

    bom dia! meu amigo faleceu em um acidente de carro ,colidiu com uma carreta. o veiculo estava financiado em seu nome e deu perda total, a esposa tem que pagar o resto do financiamento desse veiculo ou nao? tem uma moto que esta financiada em nome do falecido.a familia tem que continuar pagando ou nao?
    grato!

  48. Rui Martins disse:

    boa noite preciso de uma informação pois adquiri um alvara de mototaxi de uma viuva aonde ela é a inventariante e tem dois filhos maior só que até hoje não saiu o inventario ela diz que o mesmo saira para ela pois e uma permisão da prefeitura e sera para seu custeio a exploração do mesmo e que tambem tem seguro do banco que sera rateado para ela e os filhos e para garantir que a mesma asim que sair o direito dela passar para o seu nome fizemos um contrato en cartorio eu e ela passsando o mesmo para min sera que terei ploblema ou tá certo se ela não me repassar por qualquer motivo que devo fazer desde já para não ficar no prejuizo. desde ja agradeço vsa atenção.

  49. Jussara Cristina disse:

    Meu pai faleceu dia 6 de setembro de 2010, quantos dias posso ficar em casa?

  50. MARLUCI disse:

    por lei em caso de falecimento de pai quantos dias posso ficar em casa

  51. afonso durval disse:

    Bom dia meu apost do INSS faliceu no dia 17/07/10 mina mae deu entrada na pensao por morte no 08/09/10 ela tem direito a receber o mes de agosto com decimo terceiro intregrau:

  52. Nelson dos Santos disse:

    Minha avó tinha 89 anos e tinha uma dívida com a receita federal no valor de R$10.000,00 . minha avó faleceu no dia 22/08/2010 e ainda restam quatro (4) parcela a serem pagas no valor de +- R$500,00 segundo o advogado nos teriamos de pagar a dívida para abrir o testamento e/ou fazer o inventário.É assim que funciona?

  53. Lucia Freitas disse:

    Boa Tarde !

    Minha mãe fez um empréstimo consignado INSS pela Nossa Caixa e veio a falecer. Ocorre que esta conta na Nossa Caixa tinha como segundo titular minha irmã. Minha dúvida: O banco pode cobrar esta dívida da minha irmã? O gerente tem ligado e está pressionando minha irmã para pagar.
    Com a morte da minha mãe fica quitada a dívida? Ela não deixou bens a inventariar. Não sei se o Banco fez seguro desta operação financeira, mas acho que deveria uma vêz que minha mãe tinha 85 anos e também não pediu fiadores.
    Por favor, me orienta como deveremos proceder.
    Agradeço muito,

  54. elisabete souza disse:

    Boa noite, sou dependente de meu pai que é militar reformado, em caso de morte responderei pelas dívidas com bancos e cartão de credito dele? O imóvel que temos foi inventariado quando da morte de minha mãe e a parte do meu pai foi doada em vida aos filhos, cabendo ao meu pai usufruto. Por favor me responda no meu e-mail.

  55. Cristina Constantino disse:

    Sou obrigada a pagar dívidas de cartão de crédito do meu esposo falecido? Não temos bens imóveis e possuimos um carro 2001, que foi comprado no mes passado e não foi pago nenhuma parcela ainda, também sou obrigada a pagar?

  56. elisa cristina disse:

    Ola, nessa semana meu pai faleceu, e minha mãe sera a pencionista dele. ele tinha um emprestimo pessoal nesses bancos que emprestam dinheiro para aposentados e pencionistas. gostaria de saber se ela herdara o restante dessa divida ou sera arrematada no inventario. Agradeço desde já, Elisa

  57. suzi disse:

    Ola…gostaria de esclarecer uma duvida, meu marido veio a a falecer ha 2 anos e meio atras, ele tinha um carro financiado q tinha acabado de comprar, na época eu entrei em contato com a financeira eles disseram que eu tinha q continuar pagando , q ñ tinha nenhum seguro q cobrisse. Gostaria de saber se existe alguma possibilidade de ser quitada essa divida, pois quando foi comprado o carro ñ tinhamos conhecimento desse seguro,e se entrar na justiça tenho alguma lei q fique a meu favor?
    Desde ja agradeço
    Suzi

  58. Alê disse:

    Olá… meu pai faleceu há mais de um ano, e esses dias recebemos uma fatura de cartão de crédito referente a compras feitas via internet. O problema é que essa fatura chegou com mais de uma ano de atraso (muito estranho) e uma das datas de compra é posterior ao seu falecimento. Liguei para a operadora do cartão mas eles me disseram que não podem dar nenhuma informação, somente ao titular. Se puder me ajudar mande um e-mail. Desde já agradeço, Alê

  59. Marcos Antonio disse:

    Meu pai faleceu recentemente,tinha um empréstimo consignado na Nossa Caixa,que comprometia mais ou menos 30% de sua aposentadoria, minha mãe vai receber 75% do que ele recebia,o empréstimo tem que ser revisto e adquado a pensionista e ou continuar com o mesmo valor, não sabemos se tinha seguro, na época do empréstimo meu pai tinha mais de 80 anos,se puder aconselhar-me ficarei grato.

  60. Ana Marques disse:

    Boa Tarde,
    Tenho uma questão. O meu avô faleceu e deixou um imovel que está repartido pelos seus herdeiros, ou seja, 50% do bem e da inha avô, 25% da actual mulher dele e os outros 25% da minha mãe. a Lei diz que a actual mulher dele pode ter nos nos pagar uma renda por estar a usufruir de uma parte da casa que não lhe pertence. A minha questão é: posso exigir essa renda desde o falecimento do meu avô?

  61. adriana disse:

    oi,boa tarde! meu esposo faleceu,e eu não consigo pensar em muitas coisas,sendo que ele comprou um carro e falta 1 ano para terminar de pagar.não somos casados no papel,mas temos 2 filhos menores de idade.será que herdarei essa dívida? como devo proceder? obrigada!

  62. lidiane costa disse:

    boa tarde ,minha sogra faleceu a 8 meses ela tinha financiado um carro , tinha pago 2 prestaçoes e o filho dela continuou pagando , preciso saber se esta divida acabou ou se ele deve continuar a pagar obrigada.

  63. Eric disse:

    Boa tarde, minha mãe morreu faz 2 meses e gostaria de saber como faço para saber se os dois financiamentos do veiculo e moto, dela tem seguro prestamista
    as financiadoras sao: ITAU e CREDIFIBRA , desde já agradeço

  64. Amália Ali disse:

    Meu pai faleceu dia 18/01/2011, Somos em 5 irmãos, temos que fazer o invantário, mas ele foi fiador de uma pessoa que montou loja no shopping,após algum tempo a pessoa não pagou as dividas e fechou a loja,agora este processo está na justiça. A pessoa disse que já tentou fazer vários acordos, mas o shopping não aceita. A conta do meu pai no banco foi bloqueada, e eu acho que o imovel que ele morava também não pode ser vendido, minha mãe continua morando lá. o que devemos fazer ?

  65. Flávia disse:

    Minha avó faleceu há 2 meses e tinha um empréstimo CDC no Banco do Brasil. Quando fui ao banco para encerrar a conta dela, me falaram que a família teria que arcar com aquele empréstimo pois ela não fez o seguro. Mas como fazer seguro de um empréstimo que é feito diretamente no caixa automático!! Ela não deixou bens e minha pergunta é se a família realmente precisa pagar esse empréstimo e que consequências o não pagamento pode trazer para a família.

    Aguardo resposta no meu e-mail.
    Obrigada

  66. isaiias disse:

    minha mae faleceu e deixou um carro como faço para transferir ele para o meu nome?

  67. MARA DINIZ disse:

    FINANCIEI UM CARRO PARA MEU FILHO 03 PRESTACAO ATRASADA SOFREU ACIDENTE E MORREU OQUE FAZER NOA TINHA SEGURO

  68. Valter Simões disse:

    Tenho 4 seguros em seguradoras diferentes. Todos os pagamentos estão em dia. Alguns deles quitados anualmente. Outros com pagamento de boletos mensais (em dia).
    Todos os seguros estão sendo quitados Há mais de dois anos e meio.
    Tenho dívidas pessoais julgadas e com trânsito em julgado.
    Só tenho um bem imóvel (que é de família).
    No caso de um acidente pessoal, pois viajo muito. As seguradoras poderão dar meus seguros como anulados?
    Atenciosamente, por favor caso aconteça alguma coisa comigo, posso contar com vocês para resolver tais problemas? Por favor enviar respostas no meu e-mail.
    Favor enviar seus nomes e endereços.
    Valter.

  69. kelly disse:

    a minha duvida é…se uma pessoa faz um financiamento de carro para 60 meses paga 30 e essa pessoa vem a falecer a esposa não tem condiçoes de continuar pagando a divida este bem volta para a financeira? e se sim como fica a parte que ja foi paga a esposa perde?

  70. salete maria disse:

    minha tia faleceu dia 08-01-2011 com 93 anos, era pensionista da marinha não deixou filhos nem irmãos.deixou uma casa na qual eu residia com ela a 35 anos. sou sobrinha de 2 grau, sendo que ela deixou sobrinho de primeiro graul, quem ficara com a casa. me dizeram que a marinha tem um seguro que paga a familiares so não sei que tipo de seguro e esta, gostaria que vcs me orientasse, e tbm o que faço para pagar a acompanhante que trababalhava com a 1ano e 2 meses, pedi ajuda a marinha mas eles negaram, perguntei se ela teria mas um mes de salario a resposta foi negativa, perguntei sobre o imposto de renda deste ano, eles falaram que eu não posso fazer nada. po favor me oriente
    mande resposta para o meu e mail

  71. kátia disse:

    Oie..
    eu gostaria de saber se a divida passa ou não aos hereiros..

    independendte dos bens.

    a pessoa tinha uma divida no banco, por não terfechad a conta formalmente, anos depois essa divida é cobrada mas a pessoa é falecida.. os herdeiros tem que pagar a divida?

  72. lea disse:

    meu pai faleceu e minha mãe recebeu um seguro de vida aonde ela comprou uns imoveis ,ela tambem recebe penção.
    hoje sou casada e mesmo assim ela diz que eu não tenho direito de nada,a não ser se ela morrer.
    isso é verdade mesmo sendo um seguro do meu pai e ela comprou eu não tenho direito ?
    e se ela casar o marido e que vai herdar??????

  73. Sérgio Luiz Oliveira disse:

    Ola Minha ame faleceu e o estado esta cobrando 10 mil reais de um suposto deposito que eles fizeram errado na conta de minha mae qdo ela estava viva, agora mandaram a carta ja com boleto de cobranca para o espolio dela cobrando esse valor, queria saber se nois vamos herdar essa divida?e oque acontece se nao pagar?

  74. Jaiane disse:

    Olá…
    meu pai era aposentado por tempo de serviço, faleceu faz uma semana, a companheira dele é que vai receber a pensão , ele tinha um emprestimo consignado, a divida passa pra ela ou acabou com a morte dele?
    aguardo resposta

  75. adriana paula disse:

    tenho um debito no banco do brasil e uma pessoa que me criou foi minha a valista,pois a ,mesma tem 85 anos e esta muito doente,não tenho nem um bem no meu nome ,ese ela vinher a falecer ela sendo minha avalista como se procede??//

  76. suzana disse:

    ola, preciso que me esclaça essa duvida, comprei um carro alienado em 60 meses com 2 parcelas pagas e assumi a pagar o restantante das parcelas no nome do vendedor , hoje resta só 19 parcelas para quitar o veiculo e o titular veio a falecer a um ano atras , e eu continuei pagando, eu quero saber se eu perco o carro se eu nao pagar o restante das parcelas que sao 19 .

  77. orlando eizi ishi disse:

    minha esposa financiou um automovel,fez o seguro,e 6meses depois sofreu um acidente e veio a falecer.O seguro cobre o automovel e cobre danos corporais,no caso dela a apolice estipula o valor de 50.000,00

  78. eliane disse:

    boa tarde minha maezinha faleceu a 4 meses ela tinha um financiamento na bv finaceira e pelo que saiba existe um seguro de vida junto ao emprestimo, só que eu nao tenho nada que prove isto ja pedi a eles me envie a copia do contrato do emprestimo mais nada, eles nao me respondem o que devo fazer nesse caso. obrigado, espero resposta.

  79. Edson disse:

    Meu irmao faleceu e tinha um financiamento de um veiculo, Kadett 1990, prazo 36 meses deu como entrada R$4.000,00 e pagou 8 parcelas de R$465,00, O valor de mercado do veiculo hoje é de R$9.500,00 – minha cunhada nao tem condicoes de continuar pagando este veiculo.
    qual solucao? entregar o veiculo e pedir ressarcimento de parte do valor pago + entrada.

    Grato!

  80. Sinara R Silva disse:

    posso enviar essa mensagem através do email de minha cumadre?
    tenho uma dívida com a receita federal , no momento não tenho qualquer condição de pagá-la. Tenho como único bem um imóvel financiado pela Caixa , ainda não quitado. Tenho uma filha de 21 anos que vive comigo e só estuda. Em caso de meu falecimento essa dívida será será cobrada de mnha filha ? Podem tomar o imóvel dela no futuro ?

  81. simonesantos disse:

    Minha cunhada faleceu era viuva recebia pensão e tinha um emprestimo com o Banco, meu marido que era seu irmão, tem quer assumir a divida. por favor me responda por email. grata !

  82. marcos disse:

    Gostaria de um esclarecimento, meu pai faleceu minha mae recebe a sua pensão, tenho uma filha com sindrme de down que tranferi a guarda para minha mae por dificuldades financeira ela ja esta com 80 anos, se ela vier a falecer minha filha terá algum direito a pensão ou a pensão acaba com sua morte. obrigado

  83. Alexsander disse:

    Minha Mãe faleceu e ela fez um seguro de vida e ja se passou 1 ano eu posso la pegar o dinheiro ?

  84. maria rocha disse:

    meu irmão faleceu e tinha uma divida no cartão de credito,cujo a operadora do cartão fica ligando para os meus pais que ja são idosos e exigindo que oa meus pais pagem a divida e que se eles não pagar o itau vai mandar um agente da justiça na casa de meus pais e eles vai ter que pagar de qualque jeito, o que devo fazer nesta cituação pois eles ficam ameaçando os meus pais que ja estão desesperados . aguardo resposta obrigada

  85. eduardo estefam disse:

    meu pai tem um carro finaciado ele faleceu em 2005 o carro esta em posse da minha mae eo financiamento nao foi quitado o banco nao deu busca e apreeençao porque o veiculo foi financiado so 20% na epoca o veiculo foi feito assim: 5500 de entrada e financio 2000 36x foram pagas 22 parcelas o que devo fazer posso passar o veiculo nome dela ou para o meu nome…

  86. Sara disse:

    Por favor, me responda, é urgente! Minha tia fez um emprestimo consignado, na ocasiao nao estava consciente entao foi feita uma procuraçao no nome da sua filha. Mas ela chegou a falescer no entanto o dinheiro foi retirado da sua conta bancaria 8 dias apos sua morte. O que pode acontecer? O dinheiro deveria ser devolvido ao banco?

  87. patricia moreira disse:

    minha mãe comprou um armario de cozinha em uma loja, mas faleceu a alguns meses e ainda faltam algumas parcelas pra quitar a divida, ja levei o atestado de obito na loja, mas as cobranças estão chegando por telefone e correspondências dizendo que se a divida não for paga eles virão retirar o armario, gostaria de saber se eles podem mesmo vir tirar o armário de dentro da minha casa e amparados por qual lei eles podem fazer isto?

  88. ubirajara disse:

    bom dia. minha mae comprou um apto em 2001 e nao pagou todas parcelas,nunca pagou o condominio e nem iptu.hoje ela esta numa casa de repouso por causa do mal de alzheimer.
    Esta divida pode vir para mim?sou filho unico.ela nao tem nenhum bem,moramos na casa emprestada do meu tio.

  89. maria clara disse:

    meu pai morreu tenho mais dois irmaos mais so meu irmao e registrodo no nome dele ele saiu de uma firma e nao recebel os seus direitos mais quando ele faleceu a firma quer pagar minha faz muitos anos que minha mae separou dele minha avo pegou todos papeu da firma e tentou receber mais nao conseguio so com os finhos eu soube disso agora minha vo escomdeu essa historia so agora nos descoblimos o que eu e meu irmaos devemos fazre pra receber se ela ta com os papeis

  90. Iilinda disse:

    meu pai tinha 70 anos faleceu tem 03 meses ele tinha emprestimo consignado pelo Banco do Brasil, aposentadoria por Idade. Quero saber se a divida do empréstimo fica para os herdeiros pagar ? minha mãe é pencionista .
    Por favor me esclareça essa dúvida? Já recebemos uma carta de cobrança do Banco.
    Será que teremos de paga?
    Por favor me responda.

  91. Júlia disse:

    Boa Tarde, minha mãe tinha seguro de vida, faleceu e ocorre que não estou mais pagando as parcelas do seguro. Gostaria de saber se vou receber, pois quando dei entrada no primeiro sinistro ainda estava pagando, ocorre q nao foi aceito pq faltou alguns documentos. Agora preciso dar entrada em novo sinistro ja que tenho toda a documentação mas nao estou mais pagando. Corro o risco de nao receber por depois da morte dela ter parado de pagas as mensalidades?

  92. daisy cardoso disse:

    Bom dia , gostaria de saber se caso meus pais venham a falecer o cdc do banco do brasil quem paga ???? como sei se tem seguro que cobre ????ou nos filhos herdaremos esta divida??? Aguardo sua ajuda obrigado

  93. claudio disse:

    Minha mãe, devido a problemas de saúde, representa minha vó, sua sogra, desde 2009 através de uma procuração pública com todos os direitos. Minha avó, pensionista do Ministério do Trabalho, recebe seus proventos através do Banco do Brasil, entretanto, no final de 2009, sofreu um acidente doméstico e precisou ser submetida por uma delicada intervenção cirúrgica numa clínica particular, não conveniada a rede de atendimento da Unimed. Em meados de 2010, novamente na rede particular, precisou novamente de cuidados médicos devido a um AVC, tendo utilizado inclusive por 45 dias, o Centro de Tratamento Intensivo, perdendo completamente a consciência. Minha avó possui apenas o plano de saúde oferecido pelo Ministério do Trabalho, tanto para os funcionário da ativa, quanto para os pensionistas, se eu não me engano, GEAP. Um plano completamente limitado que não cobre muitos tratamentos; inclusive, o médico que a assisti desde 2002 não aceita nenhum plano, por conta disso, minha mãe, vale lembrar sua procuradora, contraiu algumas dívidas através do CDC do Banco do Brasil e consignado em folha do Ministério do Trabalho, com prazos bem extensos.
    A dúvida é: Minha mãe, como procuradora da minha Vó, deverá quitar a dívida (CDC) junto ao Banco do Brasil, contraída através do CPF da minha avó, caso minha avó venha a falecer?

    Em tempo: Entramos em contato com o Ministério do Trabalho, e fomos informados que o crédito consignado em folha será cancelado automaticamente, conforme art. 16 da lei 1.046 de 1950.

  94. vivian disse:

    Boa tarde! Meu pai faleceu a 1 mês, deixou um carro financiado em 36x e já havia pago 17 parcelas. Como que fica esse financiamento agora? Teremos que pagá-lo.
    Estou aguardando anciosamente a resposta…

  95. meire disse:

    gostaria de saber se o meu pai tem direito a pensão da minha mãe ela faleceu em 1983 aguardo sua resporta

  96. eliane disse:

    Um amigo faleceu e deixou dois financiamento um do bco Itau que foi feito em 60 meses e ele pagou 48 está com 01 parcela em atraso e o outro é de uma moto que fez em 48 e pagou 06 e já tem 02 em atraso e é do panamericano,os filhos tem que pagar essa divida,pq eles não tem contdições,preciso de resposta urgente,pois sou procuradora e não quero deixar sujar o nome deste amigo tão querido
    obrigado

  97. Gledson disse:

    Boa tarde , minha mãe esta muito doente, quero saber se os financimentos terao que ser pagos apos vindo ela a falecer? os financiamentos tem seguro e é descontado em folha… grato!!!

  98. Renata Cruz disse:

    Estou com a garda das filhas do falecido , ele comprou um carro e só pagou uma parcela como fica a situação?

  99. Washington Dias disse:

    Minha mãe, servidora pública aposentada, veio a falecer em janeiro. Deixou um veículo alienado que não tinha seguro prestamista. Pergunto: Sou obrigado a devolver o bem? Posso entrar com uma ação judicial pedindo que o estado arque com a dívida, lembrando que ela era aposentada e pagava as prestações com o salário? Obrigado.

  100. Paulo Pereira disse:

    Olá boa noite, o meu pai era militar da GNR, ele faleceu no mês de Abril de 2011. O meu pai deixou um carro que está em seu nome. A minhã mãe ainda é viva. Eu tenho um irmão que é maior de idade que é do mesmo pai e da mesma mãe e uma irmã menor que é de outra mulher e eu só gostaria de saber como é que eu devo fazer para transferir o carro do meu pai que faleceu que está em nome dele para o nome do meu irmão. Obrigado.

  101. sueli disse:

    gostaria de saber quando uma pessoa falece o banco pode cobrar o especial obrigado

  102. Marcio disse:

    Bom dia, preciso muito de uma orientação.

    Meu pai faleceu havia um ano e meio, procedi com o inventário, fiz tudo conforme o advogado orientou, finalizamos tudo, dividimos os bens móveis e imóveis e o que estava relacionado no inventário enfim, finalizamos, para isso acontecer tive que parcelar um dívida do meu pai na Receita e Procuradoria Geral, pegamos uma certidão Conjuntiva “Positiva com efeito de Negativa” ok, o inventário saiu, e continuei pagando pequenas parcelas do parcelamento de uma dívida do meu pai, pergunto, preciso mesmo assumir e liquidar essa dívida? outra coisa, eu tinha uma data limite para apresentar a Declaração de Final de Espólio, fiz, automaticamente cancelaram o CPF do meu pai, quando fui imprimir o boleto de pagamento do parcelamento, verifiquei que o meu aceso ao sistema e-Cac, tinha sido interrompido… pelo motivo do cancelamento do CPF dele, fiquei preocupado com a questão da dívida parcelada, mesmo assim continuei pagando de forma manual, mas, sem a certeza que estivessem contabilizando o pagamento, nem mesmo os auditores da Receita de Brasília ( segundo eles também não tinham acesso). Me aconselharam a pagar montante da divída a vista, o que faço agora?

  103. carol disse:

    o pai da minha filha morreu e a mae dele me falou que ele estava pagando um seguro mais nao sabe em qual banco porque ele morava em outro estado,como faço para descobrir em qual banco ele tinha um seguro e se ele tinha alguma conta bancaria,sendo que ninguem da familia dele sabe

  104. Olga Souza disse:

    Meu marido faleceu. Terei que assumir as dívidas com cartão de crédito feitas por ele (titular)?

  105. larissa disse:

    O artigo 16 da Lei 1.046, de 1950 coloca que: no caso de falecimento do consignante (o tomador do empréstimo) a dívida será EXTINTA.

    não paguem dívida alguma, isso é contra lei! Quem fez a dívida foi o morto… Não paguem nada, se o gerente ameaçar, mostrem a lei!

  106. luciana dos santos disse:

    Bom dia doutor.
    Bem minha sogra faleceu a poucos dias e ela tinha duas dividas no banco sendo dois emprestimo consignado em folha de pagamento e tambem devia a farmacia onde pegava remedio e uma lojinha onde comprava roupas em ambos a divida era marcada em um caderninho. Bom o que eu gostaria de saber é se podemos sacar seu ultimo pagamento para quitar a farmacia e a loja já que era eu mesma que pagava essas contas a seu pedido.
    Ela tambem pagava o DARF temos que continuar a pagar?.
    Minha sogra tem 3 filhos todos casados e deixou um unico imovel em qual um dos filhos reside.
    Obrigada e aguardo resposta.

  107. Carlos Francisco disse:

    Boa noite
    Onde encontro no CC que dívidas em caso de morte (sem bens a inventariar) não são herdadas pelos filhos.
    Grato

  108. ana paula disse:

    meu pai faleceu minha mae tem que pagar o emprestimo consiguinado com a CEF e os cartoes de credito em nome dele.

  109. Joaquim Vitória disse:

    Bom dia! Minha mãe era pensionista da União, ela fez alguns empréstimos e gostaria de saber se tem seguro e se este cobre as dívidas, se tem restituição para os herdeiros?

  110. Rogério disse:

    Meu pai era aposentado por idade e tinha um empréstimo consignado porém faleceu, minha mãe passou a receber a pensão alimentícia , ela é obrigada a pagar a dívida do empréstimo feito por meu pai?

  111. Sandra Botelho disse:

    ola, meu sogro faleceu em julho, ele era casado pela 2 vez, deixou um consorcio de 2 carros e que a esposa dele deve fazer para nao pagar o carro, ou transferir para o nome dela? ele tem 11 filhos do primeiro casamento e do segundo não tem filhos.

  112. claudia disse:

    meu esposo e apocentado por tempo de cerviso ele teve um avc e tem cequelas ele tem 67 anos eu 47 nao so aposentada tive 2 cirurgia do coraçao somos dependente dos cuidado de um filho e este filho teve que deixar de trabalha para cuidar de nois ele esta com 30anos eu quero saber oke fazer pra ele continuar a recebe a apocentadoria na nossa falta por favor me oriente pq ele nao pode trabalhar que dependenos delee ele vive com a apocentadoria do pai esta e a renda que temos obrigado feliz matal

  113. claudia daniela disse:

    boa tarde era casada em comunhao parcial de bens meu marido financiou um carro com o bradesco finasa e veio a falecer devido um acidente com esse mesmo carro que teve perca total. agora tenho que pagar o restante das parcelas que sao 28 o que devo fazer? por favor me responda com urgencia se possivel

  114. terezinha lima disse:

    ola me responda meu marido tinha um finiciamento de um carro e infelizmente aconteceu um acidente com ele e veio a falecer e o carro deu perda total. ja tinha pagado 12 prestação e resta 48 e naõ pagava seguro sendo que naõ deixou bens e lei eu paga esta divida? me responda pois estou muito preocupada e não sei o que fazer, obrigado

  115. Silvia Almeida disse:

    Meu tio faleceu há 10 meses,e tinha um emprestimo consignado na caixa economica. Este emprestimo deverá ser quitado (?) ou a caixa tem um seguro para isto?
    Por gentileza envie a resposta para o meu email
    Obrigada! Silvia

  116. josefa balbina disse:

    meu marido faleceu no dia01-11-11,queri saber como faço para receber a restituição do imposto de renda que será creditada no dia 15-12-11,pois no nome dele. aguardo uma resposta. josefa

  117. Maria Cunha disse:

    Boa tarde, estou desesperada, gostaria de informações urgentes, meu irmão faleceu e me deixou um carro que ele financiou no Santander em 31x pagou 17e falta o restante, gostaria de saber se tem algum seguro que cobre isso no caso de falecimento ja que ele não tinha feito nenhum seguro que eu saiba ouvi falar que as financiadoras tem um seguro chamado Seguro prestamista será que o Santander tem esse seguro que eu possa acionar?

  118. Alvaro disse:

    Boa tarde, minha mae fez uma reserva em um hotel, porém faleceu 3 dias antes da reserva. Ela tinha assinado uma autorização de débito, autorizando a transação do cartão. Ja enviei para operadora o atestado de óbito dela. Pela politica do hotel, teria que pagar 25% da reserva, gostaria de saber, se quem paga é a operadora (ja que a transação ja havia sido feita), ou é os filhos quem paga? Lembrando que a viagem foi paga em 10x parcelado no cartão
    Obrigado

  119. Elizabeth peres disse:

    Meu marido morreu a sete meses e ele tinha feito um emprestimo pessoal na empresa que ele trabalhava e todo mes era descontado em folha . Mas agora o banco fica mandando as contas pra casa com avisos urgentes.o que posso fazer nesse caso? tenho duas filhas com ele uma de cinco anos e uma de oito meses agora. E nem sequer consegui tirar o seguro de vida que ele tinha todos os valores estao retidos no banco.na seguradora.o que posso fazer?

  120. Pedro de Souza disse:

    Meu pai faleceu a poucos dias, e ele tinha um financiamento de um carro feito a 1 ano atrás… enfim, o contrato garante a quitação do carro devido a sua morte, ou é preciso se os filhos quiserem continuar com o bem, fazer o inventário do mesmo???
    ah, e se o veículo tiver com algumas prestações em atraso e o contrato garantir a quitação, ele pode ser quitado assim mesmo…
    ou perde todo o direito, pelas prestações em atraso, por causa da quebra de contrato mensal???

    obrigado dr…
    preciso muito de uma ajuda sobre isso, td de bom…
    feliz ano novo

  121. Marcos disse:

    Caros Srs,
    Minha mãe tem 87 anos e por motivos de saude, talvez eu precise contrair no banco, como seu procurador legal um emprestimo em seu nome descontando da aposentadoria dela. Se Deus a levar, eu terei que assumir o restante da divida não paga. Recebo aposentadoria de 2 minimos e não tenho condições.
    Gostaria da gentileza de resposta para o meu email.
    Grato.

  122. cristina disse:

    boa noite, meu marido faleceu cerca de 1 mes tem um carro financiado pelo aymore santander, fui na agencia e eles disseram que tinha seguro prestamista. depois ao ligar na central de financiamento me informaram que ele nao tem seguro e que a esposa tem que assumir a divida. pedi copia do contrato e me informaram que so com alvara juducial isso e correto? esta em lei? agradeço se me informarem como devo proceder. obrigada

  123. 0smar silva disse:

    boa tarde minha mae morreu e deixou um divida rolado na justica des de 1995 agrora o credor passou esta divida para mim mais ela nao deixo bens o que faco obrigado

  124. aurelia brigido disse:

    BOA NOITE, MINHA COMPROU UM CARRO FINANCIADO,MAS COLOCOU MINHA IRMA COMO AVALISTA.DEPOIS DO SEU FALECIMENTO OCORRIDO A 7 MESES,OU MELHOR,MESMO ANTES DE SUA MORTE EU JA PAGAVA AS PRESTAÇOES ,POIS ELA TINHA COMPRADO ESSE CARRO PARA SEU NETO,NO CASO MEU FILHO.
    FAZ 2 MESES QUE TINHA COLOCADO NUM ESCRITORIO DE ADVOCACIA PARA FAZER A REVISIONAL DAS PRESTAÇOES.FUI PEGA DE SURPRESA QUE, DEPOIS DE 2 MESES O ADVOGADO AINDA NAO DEU ENTRADA NA REVISIONAL ,ALEGANDO QUE SÓ AGORA VIU QUE NA DOCUMENTAÇAO ENTREGUE NAO TINHA INVENTARIO CONSTANDO O VEICULO.
    PROXIMO MES,ISTO É DIA 05 DE FEVEREIRO FAZEM 03 PRETAÇÕES EM ATRASO. AGORA EU PERGUNTO QUE DOCUMENTO POSSO APRESENTAR PARA DAR ENTRADA NESTA REVISIONAL,POIS NAO TENHO O INVENTARIO E SEI QUE DEMORA PARA ESTE DOCUMENTO SER FEITO.POR GENTILEZA ME ENVIA INFORMAÇOES PARA EVITAR QUE O BANCO FAÇA BUSCA E APREENSAO DESTE VEICULO..

  125. marlene j. alves disse:

    Bom dia.
    Meu pai teve uma empregada doméstica que trabalho exclusivamente para ele e na moradia dele por 04 anos. Ele faleceu e não deixou bens para inventariar.
    A empregada entrou com reclamação trabalhista para receber créditos trabalhistas e assinatura de carteira.
    Pergunto: os filhos são obrigados a apresentar defesa na ação? E a efetuar o pagamento? Obrigada pela atenção. Marlene

  126. Ricardo disse:

    Boa tarde!

    Tenho um amigo e o pai dele tem um carro financiado este pai veio a falecer, eu comprei este carro como posso transferir o documento e a divida como fica nesta cituaçao o banco pode dar busca e apreençao.

  127. valeria disse:

    Meu sogro faleceu em 2009 e possui uma casa, na qual minha sogra e três filhos maiores de idade residem. Ele tinha um bar, porém não existe mais e a prefeitura continua enviando cobranças ref. ao mesmo. Gostaria de saber qual o procedimento para encerrar as atividades deste bar e não perder a casa, já que é o único bem deixado para os herdeiros.

  128. Carolina disse:

    Olá, gostaria de saber se as dívidas trabalhistas também se enquadram no caso descrito, de que morre juntamente com a pessoa, não passando para os filhos.

    Att,
    Carolina Torres

  129. venceslau modesto disse:

    Minha mãe possuia um empréstimo consignado na CEF. Veio a falecer em julho de 2010; desde então, venho pagando o referido empréstimo, apesar de já ter informado à CEF. Fui ao PROCON e preparamos um Processo contar a CEF. Reunineremos hoje com o representante da CEF.
    Perguntas: 1 – No caso, se aplica o artigo 16 da Lei 1.046, de 1950?
    2 – Posso reinvidicar os valores que paguei?
    Agradeço pela atenção e aguardo orientação
    Att
    Venceslau

  130. yuri disse:

    Meu Avô Faleceu em 2001 apareceu um debito na Receita Federal em 2003, na firma individual dele, não fomos informados, mais tem ar enviadas não assinadas, a divida foi mandada para Procuradoria posterior virando processo, bloqueando 2 imoveis em nome de meu avô, 1 residencial e outro ponto comercial, a divida inicial era de 6000,00 reais e agora estão cobrando no processo 34000,00, não foi feito inventario ainda, oquê posso fazer, para resolver isso?

  131. Paulo disse:

    Meu pai faleceu em 2009.
    ele eh reu em um processo de civel, uma questao imobiliaria, minha mae ainda viva estar tb como reu, pois era casada em comunhao de bens,caso no fim do processo o mesmo tenha alguma coisa a pagar como, indenizaçao, ressarcimento, enfim, se no final do processo, ele perde a causa, a parte autora devera cobrar a divida sobre a herança, caso a mesma nao seja suficiente para cobrir o debito, o patrimonio particular meu e de meus irmaos, podem entrar para pagar o debito? e o que cabe a minha mae? ela nao tem bens, apenas a aposentadoria e uma casa de morada.

  132. Edison Vieira disse:

    Muitas perguntas sobre o mesmo assunto,” Quem paga a divida de emprestimo consignado, feito pelo falecido?” Seria interessante publicar as respostas dada às consultas, assim elucidaria muitos casos iguais, que aliás são a maioria.

  133. juliana disse:

    Minha mae faleceu no dia 03/03/2012 deixando um veiculo financiado no seu nome, a financeira BV se nega a me enviar uma segunda via do contrato de financiamento, ja entrei com pedido judicial, mas como nao tenho como pagar este carro estou ansiosa para saber se preciso continuar pagando ja que nao sei se foi feito o tal seguro prestaminas, um advogado me disse q tem q ter este seguro ja que quando a mesma financiou o veiculo ela ja tinha mais de 65 anos. Alguem sabe me dizer se a BV faz mesmo este seguro? o pior é q nao compensa devolver o carro ja que falta menos da metade a pagar. Por favor me respondam nao guento mais essa agonia!!!

    Grata

  134. Luciana disse:

    Tenho 28 anos, não tenho filhos, meu marido tem 64 anos e tem 3 filhos adultos( onde já foi feita a separacao de bens com a ex e com os filhos , deixando assim muitos imoveis para eles) . Porém minha preocupacao é a seguinte, … estamos financiando 2 lotes na cef para depois contruirmos, gostaria de saber se tem alguma forma de colocar (uma clausula, ou um testamento) , colocando eu como única herdeira no caso de falecimento. Pois meu marido já foi rico, agora não tem nada, estamos conseguindo as coisas juntos, ele já deixou tudo o que restou de bom na sua separacao. Ele é o titular do financiamento, pois é o mais velho, será que tem alguma forma de colocar eu como única herdeira daqui p/ frente?Obrigada

  135. Mayra disse:

    Meu marido faleceu em abril de 2011 era aposentado pelo INSS. Fiz toda a documentação necessária e agora recebo a pensão por morte. Descobri este ano que ele tinha um emprestimo que era descontado as parcelas na sua aposentadoria. Recebi uma carta de cobrança da divida. Como devo proceder, pois ao dar entrada na pensão pos morte, não fui avidada do emprestimo. Quando a pessoa falece e o emprestimo é vinculado ao recebimento da aposentadoria o pagamento não acaba, ou seja a divida não acaba?

  136. Daniel disse:

    Boa noite! Será que alguem pode me ajudar, tenho um carro no nome do meu pai porem ele ja faleceu faz 2 anos e estou pagando mas desdo começo pago o carro, os pagamentos saim da minha conta direto (Não tinha como comprovar renda na epoca da compra do carro) teria como eu passar para meu nome sem fazer inventario?

  137. Maria Aparecida disse:

    Boa noite,
    Tenho uma duvida, o Pai da minha filha faleceu de acidente de automovel, a atual esposa dele pediu para a minha filha dar o direito do seguro do auto para pagar as dividas dele, e ela tb quer o dinheiro do seguro dpvat alegando que ele deixou muitas dividas, agora eu pergunto a minha filha que não viveu com ele deste do primeiro ano de vida e nunca teve ajuda de pensão alimentica dele, ela tem que herda divida dele com a outra familia dele? Ela realmente tem que passara para a esposa dele o que é de direito dela?

  138. daniela disse:

    gostsria de tirar uma duvida minha mãe faleceu a 3 dias e o meu carro esta no nome dela, pois ela tirou pra mim na ocasião eu estava com o meu nome restrito e não podia tirar o carro,e eu pago as parcelas no banco, e agora como faço continuo pagando? outra coisa minha mãe fez um emprestimo pra mim que vinha discontado na folha de pagamento dela da aposentadoria que ela recebia do meu pai por falecimento e todo mes eu levava o dinheiro pra ela para repor, quero saber como fica agora. obrigada aguardo respostas

  139. Maria Silva disse:

    Boa tarde
    Meu pai faleceu, e não tinha bens , ficou a viuva recebendo a pensão, 1 automóvel financiado em 48 parcelas sendo paga apenas 1 parcela e a divida do hospital, pois o plano dele cobre apenas 25% dos gastos.
    Gostaria de saber se temos que pagar a divida do hospital, ele era casado em comunhão parcial com a minha madrasta. No caso de termos que pagar qual seria a percentagem para cada um da divida do hospital? No caso do automóvel pensamos em devolver ele para a financiadora ou aguardamos a busca e apreensão?
    Att.
    Maria

  140. Maria Silva disse:

    Meu pai faleceu, e não tinha bens , ficou a viuva recebendo a pensão, 1 automóvel financiado em 48 parcelas sendo paga apenas 1 parcela e a divida do hospital, pois o plano dele cobre apenas 25%.
    Gostaria de saber se temos que pagar a divida do hospital, ele era casado em comunhão parcial com a minha madrasta. No caso de termos que pagar qual seria a percentagem para cada um da divida do hospital? No caso do automóvel pensamos em devolver ele para a financiadora ou aguardamos a busca e apreensão?
    Att.
    Maria

  141. marilene ometto disse:

    Bom dia, meu companheiro faleceu no sábado dia 30/06, gastei o que não tinha para enterrá-lo, ontem olhando na conta corrente dele vi que tem liberado $2.200,00 pelo empréstimo consignado do INSS, posso pegar o empréstimo e pagar normalmente pela conta corrente ??? ou isso seria uma fraude , por favor me ajude.
    Obrigada

  142. Santina Comeron disse:

    Boa tarde,
    Tenho uma dívida trabalhista, gostaria essa cobrança é injusta, porisso não pretendo pagar para ele não bloquearem minha casa que é a única coisa que tenho, se eu colocar em nome do meu único filho ele corre risco de perder a casa ou ter que pagar essa dívida?
    obrigada.

  143. Santina Gelis disse:

    San, bom dia.
    Gostaria de saber se eu passar a casa que tenho para o nome do meu filho, porque tenho uma ação trabalhista.
    Ele corre o risco de ter a casa bloqueada para pagar a minha divida trabalhista, ou a conta bancária dele pode ser bloqueada? Ele é filho único eu sou dependente dele e tenho 61 anos não tenho condições de pagar.
    Me responda por favor.
    obrigada abraço.

  144. paulo roberto a. lima disse:

    Diagnosticado de neoplasia maligna, gostaria de saber se o financiamento pelo banco itaú (veículo), pode ser dispensado de pagamento – faltam 12 parcelss

    grato!

  145. Geovanni disse:

    Por favor, gostaria de um esclarecimento. Meu pai , que é servidor estadual, acabou de falecer. possuia empréstimo consignado junto ao banco do Brasil. Minha mãe esta se habilitando para receber a pensao. Pergunto. O banco – ou seria o estado- podem continuar descontando o empréstimo da pensao de minha mãe? Imensamente grato pela atenção.

  146. renata disse:

    meu esposo faleceu com37 anos e deixou uma divida do cartao master das pernanbucanas eu paguei quero saber se esse cartao cobre seguro de vida e se eu tenho direito ele pagava um adsional por mes do cartao obrigado responda por imail por favor

  147. Jonas disse:

    Boa tarde, gostaria de saber pois meu pai morreu era aponsentado e deixou um emprestimo cdc-salario na caixa, falta parcelas e serem pagas, fui ao banco e disseram que não havia seguro, mas o banco não exigiu fiador e como me fazem um emprestimo sem seguro para um idoso de 71 anos?
    além disso tinha 2 carros financiados pelo santander cdc, preciso pagar, falta 20 parcelas os 2 ?
    Desde já agradeço.




Empréstimo BMG