Como evitar Fraude com Roubo ou Extravios de cheques

A pessoa que for correntista de banco e tiver seus cheques roubados, furtados, perdidos ou extraviados, a primeira coisa a fazer é comunicar a ocorrência à agência do banco ou entrar em contato por telefone com o banco o mais rápido possível e solicitar cancelamento imediato, informe se os cheques estavam com as folhas em branco quando aconteceu o fato, ou na sustação, se já haviam sido preenchidos e utilizados.

De acordo com o Indicador Serasa Experian de Tentativas de Fraude – Consumidor, divulgado em julho, a cada 17 minutos, um consumidor é vítima de fraude no Brasil. Só em junho foram 150.864 tentativas de fraude conhecida como roubo de identidade, em que dados pessoais são usados por criminosos para firmar negócios sob falsidade ideológica ou mesmo obter crédito.

Ações simples, como manter o antivírus atualizado; evitar realizar qualquer tipo de transação financeira utilizando computadores portáteis conectados em redes públicas de internet; não fornecer dados pessoais para pessoas estranhas; não fornecer ou confirmar informações pessoais por telefone; evitar fazer cadastros em sites que não sejam de confiança (fique atento às dicas de segurança da página, por exemplo, como a presença do cadeado de segurança) e não perder de vista os documentos de identificação quando solicitados para protocolos de ingresso em determinados ambientes ou quaisquer negócios, são essenciais para evitar a ação dos criminosos.

DSANTIFRAUD: SOLUÇÃO ANTIFRAUDE PARA COMPENSAÇÃO DE CHEQUES POR CAPTAÇÃO DE IMAGEM

A DSAntifraud foi criada pela Stefanini Document Solutions e nasceu a partir das novas necessidades do setor financeiro, que passou a seguir a determinação do Banco Central e a adotar a captação de imagens no processo de compensação de cheques.

A solução inovadora utiliza a lógica das redes neurais que avaliam informações atuais e futuras para apoiar a compensação de cheques por captação de imagens por meio da geração de algoritmos de criptografia a partir do CMC7, um sistema numérico de 30 dígitos localizado no canto inferior do cheque.

Única no mercado, a solução requer baixo investimento, pois é necessário pagar apenas a licença. Além disso, não precisa adaptar o maquinário. A  ferramenta minimiza os riscos, apresenta alto padrão tecnológico proveniente da solução antifraude e proporciona mais eficiência operacional e segurança para os bancos.

A multinacional também oferece a solução DSDocs, que assegura a eficiência, produtividade e segurança dos processos de digitalização e processamento de imagens.

O cancelamento de cheques roubados, furtados ou extraviados, se dará quando o cliente apresentar ao banco o boletim de ocorrência (BO) fornecido pela polícia no momento da queixa. Não importa quando ocorreu o roubo, furto ou extravio, mesmo fora do horário de expediente bancário, o cliente correntista pode a qualquer momento fazer o registro da ocorrência e o também o pedido para cancelar ou sustar, de imediato, por telefone, junto à Central de Atendimento do seu banco.

Para não haver problemas, confirme no prazo de dois dias úteis, o cancelamento ou a sustação entregando o boletim policial com o registro da ocorrência, informando que foi roubado, furtado ou extraviado, para evitar o cancelamento do pedido que havia sido feito provisoriamente.

Importante saber que quando se tratar de cheques cancelados por roubo ou furto acompanhados de boletim de ocorrência, os bancos não podem cobrar taxa de devolução dos clientes. Outra forma do consumidor registrar o furto, roubo ou extravio do cheque, é se encaminhar diretamente em um balcão da CDL (Câmara Dirigente Lojista) mais próxima da sua cidade.

As despesas de registro e de controle do cancelamento ou sustação dos cheques roubados, furtados ou extraviados são de responsabilidade do correntista, que terá como garantia do banco o não acolhimento desses cheques. A tarifa para cobertura dessa despesa deverá ser cobrada uma única vez.

 

Comente Aqui!