Tarifa de Boleto bancário em Financiamentos é proibida

Justiça elimina taxa de boleto bancário

Boleto bancário suspensoO Banco Real e o Nordeste do Brasil foram condenados pelo STJ – Superior Tribunal de Justiça, em pagar R$ 500 de multa por cada boleto bancário emitido com taxa de boleto ou tarifa de boleto.

A Justiça entendeu que a cobrança é abusiva ao fazer os consumidores pagarem uma taxa que a empresa é quem deveria arcar por prestar o serviço, como por exemplo: boletos de planos de saúde, financiamentos de veículos, empréstimo com boletos, cobranças em geral com boletos etc., A média cobrada em forma de tarifa é de R$ 2,50 a R$ 3,40.

Liminar proíbe cobrança por emissão de boletos bancários

Atualmente uma grande parte das empresas que emitem esse documento (boleto) como forma de cobrar algum tipo de mensalidade ou serviços prestados, devem pagar os custos da emissão aos bancos.

Mas o que acontece é o contrário, de acordo com a Febraban (Federação Brasileira de Bancos), é prática do mercado Financeiro, bancos e empresas do comercio repassarem esse custo indiscriminadamente para seus clientes.

O Banco Real e o Nordeste do Brasil não são os primeiros bancos a serem proibidos de cobrarem essas tarifa abusiva, o Banco Panamericano, Dibens Leasing S/A Arrendamento Mercantil, Banco Fiat S/A entre outros também foram condenados pela cobrança da taxa de emissão do referido boleto. Fiquem atentos!

[ad#468]

2 Comentários

  1. teresinha
  2. selma souza

Comente Aqui!